Pilotando em casa, no GP da Catalunha, o piloto não deu chance aos adversários

POR REDAÇÃO

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Pela primeira vez em sua carreira, o piloto espanhol Alex Marquez conquistou sua terceira vitória consecutiva, pilotando em casa, no Circuito de Barcelona/Catalunha, em Montmeló. Com essa sequência, Marquez assumiu a liderança do campeonato de Moto2. Demonstrando que está muito bem na temporada, o piloto também estabeleceu um novo recorde de volta mais rápida na Moto2 na pista citada.

A disputa da categoria da Moto2 foi acirrada como nunca, começando por um notável treino livre 1, no qual os oito principais pilotos ficaram separados por menos de 0,3 segundos. Até o treino livre 3, na manhã de sábado, os 22 primeiros estavam com uma diferença menor que um segundo, e, no fim do treino classificatório, apenas 0,1 segundo separou os seis primeiros colocados.

A proximidade da competição neste ano valoriza ainda mais o feito de Marquez, que conquistou sua terceira vitória consecutiva, com uma diferença de 1,9 segundo para Thomas Luthi e mais 0,6 segundo para Jorge Navarro. O líder anterior do campeonato, Lorenzo Baldassarri, que também tem três vitórias nesta temporada, bateu na sexta volta na perigosa curva 10, que também fez outras vítimas durante o final de semana. Assim, ele entregou a liderança do campeonato pela primeira vez na temporada, estando agora em quarto, atrás de Marquez, Luthi e Navarro.

“Parabéns a Alex Marquez por sua terceira vitória consecutiva, tornando-se o novo líder do campeonato, e também a Augusto Fernandez, por conseguir sua primeira pole position na Moto2 no sábado. É ótimo ver novos pilotos nas posições mais altas à medida que a Triumph continua fornecendo vida nova e empolgação à Moto2. Novamente, neste fim de semana, os números respondem pelo desempenho dos nossos motores: outro recorde de volta mais rápida e um novo recorde de velocidade máxima no circuito de Barcelona. Com exceção ao Grand Prix dos Estados Unidos, o motor triple de 765cc da Triumph agora proporcionou novos recordes de volta mais rápida em todas as corridas desta temporada e, em Austin, o recorde não foi superado somente em função das condições climáticas, e mesmo assim, o motor ajudou a estabelecer o melhor tempo de prova”, disse Steve Sargent, diretor de produto da Triumph.

As próximas duas corridas da Moto2 serão: a primeira, em TT Assen, na Holanda, no dia 30 de junho; e a segunda, o Grand Prix da Alemanha, em 7 de julho.

CONFIRA ALGUMAS IMAGENS DA CORRIDA:

Veja Também