Ao lado da capital paulista, Juquitiba e Ibiúna são boas opções para pegar a estrada

Cidades oferecem natureza preservada, excelentes opções de passeios e belos caminhos em asfalto ou terra

Texto: Celso Renato A. da Silva
Fotos: Celso Renato A. da Silva, Agnaldo Taraborelli e Edgar Rocha

Este roteiro foi realizado no Parque Estadual do Jurupará, que abrange a região sul do município de Ibiúna e uma pequena área do município de Piedade. O parque faz divisa, ainda, com o município de Juquitiba, que integra a Região Metropolitana de São Paulo. O Parque do Jurupará é uma das zonas-núcleo da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, integrando a Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da cidade de São Paulo. O roteiro, que foi montado em forma de laço, teve seu início em Ibiúna, sentido Juquitiba, e, depois de um trecho pela Rodovia Regis Bittencourt (BR 116), retornou para Ibiúna pelo parque. O percurso tem aproximadamente 120 quilômetros, sendo 90% em terra.

AS CIDADES DESTE ROTEIRO

Sítios, rios, represas de águas límpidas e trechos de Mata Atlântica compõem a paisagem de Ibiúna, cidade produtora de hortifrútis. Localizada nas encostas da Serra do Paranapiacaba, Ibiúna tem clima de montanha e sua história está intimamente ligada ao bandeirantismo no Brasil.

Já em Juquitiba você encontrará um pequeno paraíso ecológico. Florestas, bosques, as águas claras do Rio Juquiá, do São Lourenço e da Cachoeira do França são alguns exemplos. Seu ponto turístico mais famoso é a Represa Cachoeira do França, formada pelas águas do Rio Juquiá e ribeirões. Alie a tudo isso esportes náuticos, pesca, hipismo e a prática do rafting (descida de rio em botes enfrentando quedas e corredeiras).

As duas cidades, apesar da proximidade com a capital paulista, oferecem uma bela e preservada natureza e só isso já seria uma ótima opção para curtir um agradável dia ou final de semana.

NAS TRILHAS

Mas nosso negócio é colocar as motos nas estradas, sejam elas de asfalto ou de terra. E, assim, esse roteiro pode começar desta forma: a partir da capital paulista, pegue a Rodovia Raposo Tavares e siga até o acesso para a Rodovia Bunjiro Nakao. Siga então sentido Ibiúna e, um pouco antes da chegada à cidade, acesse a Estrada Vicinal Lageadinho. Aqui você irá iniciar esse nosso roteiro. Inicialmente, siga por asfalto sentido ao Bairro Verava, depois por terra, pela Estrada Municipal Juquitiba/Ibiúna. O percurso apresentará variações de relevo alternando morros e vales. O piso surgirá com trechos em cascalhos, pedras e alguns trechos de terra um pouco escorregadios. A região possui algumas propriedades rurais e trechos com plantações de eucaliptos. Esse primeiro trecho será fora do Parque Jurupará, mas irá margeando o parque. Ao final da estrada você estará no trecho urbano de Juquitiba.

Dê uma parada na cidade, abasteça se necessário, tome uma água e depois continue acelerando. Depois de atravessar a zona urbana de Juquitiba, acesse a Rodovia Régis Bittencourt no sentido Paraná até o km 336. No distrito de Barnabés, deixe a Rodovia Régis Bittencourt para trás e siga pela Estrada dos Cuiabá (em terra) sentido a Barragem do Rio Juquiá (Represa do França). Ao chegar à barragem, a parada para fotos será obrigatória, pois a visão do lago e represa merece ser registrada.

Na sequência desça ao nível mais baixo da barragem e chegue à portaria do Parque Estadual Jurupará. Será hora então de efetuar o registro da moto e receber algumas orientações. Pouco tempo depois você estará novamente acelerando pela estrada de servidão do parque. Esse caminho possui uma paisagem bem diversificada, em alguns momentos surge mata primária original, depois trechos de reflorestamento e também trechos de pasto. Quanto ao piso, não surgirá grande dificuldade para o trânsito das Big Trail ou similares. Mas não pense que tudo será fácil pois será necessário passar por alguns pequenos riachos. E aqui vai uma dica: quando estes se tornarem maiores e profundos sempre surgirá uma alternativa de cruzar o trecho por ponte, como, por exemplo, na passagem do Rio Juquiá. Lagos, cachoeiras e trechos de serra também compõem a paisagem. Ao final da estrada chega-se a Ibiúna finalizando o laço e esse roteiro.

Dica: Essa região também possui trechos mais radicais que atraem praticantes do off-road mais pesado, tanto de motos como de jipes. Mas vale ressaltar que, para esse roteiro, optamos por realizar um passeio leve para ser percorrido tranquilamente por motos Big Trail, com pneus originais.

BOX

A moto utilizada nesse tour foi uma BMW G 650 GS 2015, moto excelente para uso on e off- road. Esse roteiro, a bordo dessa máquina, com pneus originais e em dia de tempo seco, foi bem tranquilo, permitindo também levar garupa (no caso de motociclistas mais experientes). No entanto, em caso de piso molhado, não é recomendável o garupa. Nesse roteiro pilotamos com a excelente companhia dos aventureiros Agnaldo Taramborelli e Edgar Rocha.

ONDE FICAR

Hotel Fazenda Paraty (15) 3241-5260

Estrada Rio do Una, Km 4, Ibiúna (SP)

ONDE COMER

Dedo de Moça Restaurante (15) 3248-3529

Rua Raimundo Santiago, 153, Centro, Ibiúna (SP)

SERVIÇOS

Trail Trip (11) 99296-4677

Fale com Celsinho, que organiza trips on e off-road Brasil afora.

*Matéria publicada na edição #177 da revista Moto Adventure

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA