O BMW GS Trophy 2020 realizou testes visando as seletivas dos participantes brasileiros

TEXTO: ROSA FREITAG

FOTOS: ROSA FREITAG / DIVULGAÇÃO

O GS Trophy é uma competição para proprietários de BMW GS a partir de 650 cc, de qualquer ano. Nas seletivas nacionais, será definido o time de três brasileiros que irão para a Nova Zelândia, em fevereiro de 2020, competir com equipes de mais de 20 países. Para entrar nesse time é preciso demonstrar habilidades de pilotagem off-road, ter noções de navegação e mecânica e espírito de equipe, além de resiliência física e mental. O Brasil já participou em 2012, 2014 e 2016 e, pela primeira vez, a seletiva nacional definirá duas representantes que irão à Espanha ainda este ano para a escolha de equipes femininas internacionais. São três seletivas regionais e estão abertas as inscrições para Pirenópolis (GO) ou Urubici (SC), em agosto

O lema do GS Trophy é “It’s not a race” (“Não é uma corrida”). Os testes de habilidade são realizados com exercícios em espaços restritos, exigindo domínio da moto em baixa velocidade com técnicas de contrapeso e contraesterço em pilotagem off-road. Os competidores usam motos da frota da BMW. O modelo oficial desta edição é a F850 GS.

BMW RIDER EXPERIENCE

O BMW Rider Experience ofereceu um curso Rider Training GS Trophy na fazenda do instrutor de pilotagem Trinity, localizada em Mogi Guaçu (SP), para a seletiva Sudeste, que aconteceu em 14 e 15 de junho na Fazenda Guaxinduva, em Cabreúva (SP). O colaborador da revista Moto Adventure participou da equipe brasileira do GS Trophy de 2014, no Canadá, como “Mídia”, e na seletiva nacional foi o primeiro colocado entre todos os competidores (clientes e imprensa). Com essas credenciais, no local de treino, foram realizados exercícios baseados nas provas de habilidades que ele vivenciou.

EM AÇÃO

Entre os 50 participantes da seletiva em Cabreúva havia quatro mulheres. No sábado, foram sorteados 16 trios e dois quartetos para uma prova de estratégia em equipe, na moto própria. Ler com atenção o regulamento e montar uma estratégia para obter o máximo de pontos encontrando locais com atividades fora da motocicleta (como escalada e Código Morse), e saber se orientar com mapas de papel e bússola, eram fundamentais para o bom desempenho.

À noite, uma prova noturna na grama molhada de sereno, com cones, troncos e desníveis (e na qual cada apoiada de pé no chão tirava um ponto), foi a última oportunidade de competir com a moto própria. Os 20 melhores tempos pontuaram e, na somatória das duas provas do dia, os dez competidores com menor pontuação foram eliminados da prova do domingo, que permitia 40 participantes.

Os competidores acamparam no local e, no domingo cedo, reconheceram o circuito a pé. O instrutor Aloísio Frazão fez a demonstração de uma volta, que deveria ser concluída em até seis minutos. O labirinto estava em declive e com buracos, e havia trechos apertados entre árvores, areião, brita, travessia de água lamacenta, slalom, cotovelos e troncos – um circuito muito técnico, feito para selecionar os melhores.  

Quase ninguém havia pilotado a F850 GS e, na primeira volta, a falta de familiarização causou dificuldades. Todos tiveram a chance de fazer duas voltas e os 30 melhores classificados, e mais três mulheres, poderão participar da seletiva final, nos dias 14 e 15 de setembro, em Socorro (SP), onde será realizado o BMW Motorrad Days.

O BMW Rider Experience oferece um curso Rider Training GS Trophy em Brasília, em 28 de julho, como preparação para a seletiva em Pirenópolis (GO). Haverá outro curso preparatório para a seletiva em Urubici (SC), nos dias 24 e 25 de agosto.

BOX

Mais informações sobre o Curso Rider Training GS Trophy:

Tel: (11) 97617-3260

Inscrições para as seletivas de GO e SC:

https://minhasinscricoes.com.br/evento/GSTrophy2020Classificatorias

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também