bodes-do-asfalto-celebrando-17-anos-maiores-do-brasil

Celebrando 17 anos de existência neste mês de agosto, o Bodes do Asfalto é um moto clube formado por maçons e um
dos maiores do Brasil.

O Moto Clube Bodes do Asfalto foi fundado há exatos 17 anos. Depois de algumas conversas no Yahoo Grupos terem levantado a ideia da criação de um moto clube formado por maçons, no dia 1o de agosto de 2003, o maçom Edson Fernando da Silva Sobrinho, o Edinho, anunciava em Feira de Santana (BA) o surgimento do Moto Clube Bodes do Asfalto.

O nome foi uma homenagem a um dos símbolos do Nordeste brasileiro que, segundo Edinho, representa algumas das características de qualquer motociclista: “ele é irrequieto, você não consegue contê-lo por muito tempo, está em constante movimento, pois não consegue ficar parado e, por isso, faz poeira”.

Rapidamente a irmandade passou a ganhar adeptos pelo Brasil afora, atraídos pelo espírito livre do motociclismo, mesclado ao modo de viver pregado pela maçonaria baseado na trilogia liberdade, igualdade e fraternidade. E este princípio faz com que, no Bodes do Asfalto, os novos integrantes não precisem se sujeitar aos mais antigos, como ainda hoje acontece em certos moto clubes.

EBAN

Além do aniversário em 1o de agosto, todos os anos os Bodes do Asfalto costumam colocar suas motos na estrada para participarem do EBAN, o Encontro Nacional dos Bodes do Asfalto, que há 12 anos acontece em uma cidade diferente a cada nova edição. Para este ano o 13oencontro estava agendado para acontecer em Três Lagoas (MS), entre os dias 13 e 15 de novembro, mas devido à pandemia, foi adiado para maio de 2021, na mesma cidade.

Fraternidade Feminina

No Bodes do Asfalto as “cunhadas”, como são chamadas as mulheres motociclistas, são muito bem-vindas. “Em nosso moto clube, reconhecemos e respeitamos a força da integração feminina, sejam elas pilotos ou garupas”, frisa Edson Sobrinho.

Reconhecido como entidade paramaçônica pelas Obediências Maçônicas Brasileiras,o Bodes do Asfalto conta hoje com 9.823 integrantes, espalhados em 23 sedes (chamadas de Apriscos) em 12 estados, e 301 sub-sedes em mais de 900 municípios brasileiros. Ele também conta com sete sub-sedes na Argentina (Corrientes, Puerto Iguazu e San Salvador de Jujuy), Bolívia (Santa Cruz de La Sierra), Paraguay (Assunción, Ciudad del Este e Encarnación). Além disso, está presente em 17 países: África do Sul, Argentina, Bolívia, Brasil, Canadá, Chile, Espanha, Estados Unidos da América, França, Guiana Francesa, Holanda, Inglaterra, Itália, Japão, Paraguai, Portugal e Uruguai.

Em 2010 foi publicado o primeiro livro do moto clube, reunindo a história do moto clube e de viagens e aventuras vividas por seus membros.