Discovery estreia série “Motos Sagradas”

Chris \"Rock Hard\" Volk

Grupo de apaixonados por motocicletas se reúne depois do trabalho para construir autênticas choppers

Texto: Redação
Foto: Divulgação

A partir de 4 de novembro, às 22h20, as “Sextas de Motores” do Discovery acompanham o turno mais movimentado da dupla jornada de Jason com a estreia da série Motos Sagradas (Sacred Steel Bikes). A primeira temporada é composta por 6 episódios de uma hora.

Jason Wilson vive pelos cavalos de aço que constrói à moda antiga, do zero. Mas o talento com a solda e os motores é maior do que o tino para os negócios – ele precisa trabalhar em uma empresa metalúrgica e só depois do horário comercial vive sua paixão por motocicletas.

Das nove da manhã às cinco da tarde, Jason bate cartão no trabalho e tem uma rotina sem grandes desafios ou sobressaltos. Depois disso, começa a montagem de motocicletas, função que atravessa a noite e acontece com a ajuda dos membros do Douche Larouche Motorcycle Club – uma irmandade que se reúne há cerca de dez anos, fundada por Jason e seus amigos. “Somos mais uma fraternidade do que um clube de motociclistas”, diz Jason.

Eles têm boca suja, adoram tatuagens, saem juntos para beber no bar “Church” (Igreja) e testar suas motos, mas não se comportam como o tipo bad boy que normalmente é associado aos clubes como o Douche Larouche. São um grupo formado por pais, esposos, um ex-soldado e até um técnico em efeitos especiais.

A oficina de Jason, a Sacred Steel Scrap Metal, é o ponto de encontro do Douche Larouche. Todos os membros têm seus trabalhos e afazeres diurnos e partem para o galpão das motocicletas assim que o relógio marca cinco da tarde. Compartilhando da mesma paixão pelas entranhas de uma genuína chopper, eles ajudam Jason na construção dos projetos – parte das obras ainda não tem compradores e é exatamente por isso que Jason quer transformar a oficina em um negócio economicamente viável.

A cada semana, um projeto principal é o foco do episódio. Na estreia da série, a motocicleta da vez recebe o nome “Indigo Moon” (lua azul, em tradução livre) e receberá o melhor motor para uma chopper, o legítimo kcnuclehead, e um tanque desenhado, moldado e soldado à mão. Dos esboços que adiantam os detalhes do design à primeira partida no motor da “Indigo Moon”, os telespectador acompanha todo o processo.

O trabalho começa com a estrutura, o quadro que vai aguentar todo o peso da motocicleta e distribuir os impactos com o solo.  Jason é um exímio projetista e, embora suas inspirações venham de referências quaisquer e até de devaneios, ele é meticuloso na hora de definir uma estrutura que dê conta do recado.

O grande objetivo com a “Indigo Moon” é colocar a Sacred Steel Scrap Metal no mapa das melhores oficinas de motocicletas customizadas. Sem dinheiro para anúncios ou campanhas de marketing, Jason quer que a motocicleta seja a capa de uma revista especializada. O prazo para a “Indigo Moon” ganhar as ruas é estabelecido: duas semanas. A partir disso, os rapazes do  Douche Larouche se alternam na ajuda a Jason em busca do reconhecimento.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA