harleyros-do-pará-irmandade-do-norte-moto-clube-afinal-ideia-que-une-abraçar-todos-os-motociclistas

Eles não se consideram um moto clube, afinal, a ideia que os une é abraçar a todos os motociclistas que compartilham da paixão pela Harley-Davidson e do espírito de aventura e fraternidade que só as duas rodas podem proporcionar.

A Confraria Harleyros do Pará foi fundada em 19 de abril de 2018 por três amigos, Victor Athayde, Alfredo Maciel e Mario Fidalgo, com intuito de unir os amantes da marca do estado do Pará. Pouco mais de um ano depois, hoje é composta por 125 membros, e coordenada por cinco motociclistas: os três fundadores e mais, José Pedro e Lyonel Amaral.

Os Harleyros do Pará não se intitulam um motoclube, uma vez que reúne presidentes, coordenadores e membros dos principais motoclubes do estado do Pará, como PMC, Os Papas, Bodes do Asfalto, além de amantes da marca Harley-Davidson que não fazem parte de nenhuma agremiação.

Recentemente, a confraria começou uma rota turística pelo estado do Pará. O objetivo é incentivar o turismo em duas rodas pela região e atrair mais motociclistas para que conheçam as belezas amazônicas. A capital (Belém) foi eleita o destino brasileiro mais bem avaliado pelos turistas estrangeiros que visitaram o país, segundo pesquisa do Ministério do Turismo. De acordo com o estudo, a capital paraense chegou ao topo com 99,2% de aprovação e Belém foi reconhecida pela UNESCO como “cidade criativa”, pela sua gastronomia exótica.

Para marcar o encerramento de 2019, no dia 14 de dezembro os Harleyros do Pará fizeram um grande encontro na Baía do Guajará, colocando 50 motocicletas Harley-Davidson em uma balsa, para um passeio pelos rios da Amazônia. “A ideia foi mostrar que o motociclismo é muito mais que rodar em estradas e vias urbanas, que motociclismo se faz com o coração e espirito aventureiro”, explicou Victor Athayde.

Ao longo desses quase 2 anos de fundação, a confraria fez várias exposições fotográficas, passando por clubes, shopping-centers e pontos turísticos. A última foi na Estação das Docas do Pará, que aconteceu ao longo de uma semana, sendo visitada por várias pessoas.

Preocupados com a segurança do motociclista paraense, a confraria decidir lançar uma campanha de incentivo à segurança no trânsito. ”Estamos na era do smartphone, onde as pessoas andam conectadas e distraídas, mas às vezes, uma mensagem postada numa rede social pode custar uma vida”, reflete Athayde.


A confraria também abraça causas sociais, fazendo filantropia e campanhas de conscientização, através das quais busca ajudar hospitais e instituições através de um trabalho silencioso. Em 2019 fez a maior campanha onlineda história do motociclismo nacional em prol do Outubro Rosa. Através de um sorteio de obras de artes do artista plástico e harleyro, Odair Mindelo (reconhecido na ONU como artista plástico da Amazônia), arrecadou fundos que foram investidos em obras de caridade.

Agora, o próximo passo da Confraria Harleyros do Pará é constituir uma sede própria, para receberem amigos, familiares e motociclistas do Brasil e do mundo, afinal o mundo Harley-Davidson é uma grande irmandade.

Deixe uma resposta