Moto Tour – Rota Sul – Paraná e Santa Catarina

Serra do Corvo Branco, Grão-Pará / SC.

Conduzimos um grupo de moto-turistas pelo Paraná e Santa Catarina. Foram cinco dias de estradas e de belas paisagens

Texto e Fotos: Vinícius Fonseca

MOTO TOUR

O destino desta viagem foi um passeio pela Serra da Graciosa (PR 410), rumo a um almoço em Morretes, para saboreamos o “barreado”, prato típico da região. A seguir, fizemos a travessia de balsa partindo de Matinhos para Guaratuba (PR 508), onde aproveitamos para contemplar o pôr-do-sol, enquanto ainda nos recuperávamos da farta refeição.

Após 580 km de ótimas estradas, exceto o trecho da Serra do Cafezal, ainda em São Paulo (BR 101), chegamos a Joinville, onde passamos nossa primeira noite.

Despertamos cedo e todos estavam ansiosos para ver a famosa Serra do Rio do Rastro. Partimos de Joinville seguindo pela BR 101, SC 440 e SC 438 em direção a São Joaquim. Subimos até o topo da Serra a tempo de assistir ao sol se pondo e, depois, seguimos para o hotel Rota dos Cânions, para nos alojarmos. Depois de instalados, alguns dos pilotos subiram e desceram pelo caminho por mais três vezes, para contemplar a estrada, que é toda iluminada durante a noite. Na hora do jantar, fomos surpreendidos com um delicioso festival de massas. Os apreciadores de vinho puderam saborear as várias safras à disposição. Assim, passamos nossa segunda noite.

GASTRONOMIA

No dia seguinte, às 05h00, já estávamos em frente ao mirante, onde fotografamos a Serra do Rio do Rastro, toda iluminada. Depois, partimos para a Serra do Corvo Branco, com apenas 800 metros de asfalto em 20 km de extensão. O almoço do dia foi no restaurante O Bistrô, de um casal de cariocas apaixonados pelo frio. Ali saboreamos o “entrevero”, prato típico que tem o pinhão como um dos ingredientes principais.

Após mais um “tour” gastronômico, chegou a hora de contemplarmos a vista do Morro da Pedra Furada, local em que foi registrada a temperatura mais baixa do Brasil (17,8ºC, em 1996).

No quarto dia de viagem, passamos pela Cachoeira do Avencal para uma grande despedida, antes de iniciarmos a volta para São Paulo. Com escala em Curitiba, jantamos no bairro italiano de Santa Felicidade. Mais uma vez, “passamos bem” com a culinária no Velho Madalosso, onde fomos homenageados pelos cantores líricos Paulo e Márcia com um canto ao Destino Incerto (confira no vídeo da viagem, que pode ser encontrado no site www.destinoincerto.com.br). Foram 2.250 km de muita diversão, belas paisagens e ótima comida!

Parceira de viagem, a Kawasaki Versys 650cc é uma motocicleta ótima e versátil, oferecendo conforto e segurança em baixas e altas velocidades e em qualquer terreno. Agradecimentos à Kawasaki, Moto Atacama, Adesivare e Toleman Spidi.

Um dos atrativos da região é um sítio arqueológico com pinturas rupestres com mais de três mil anos. E a Gruta Nossa Senhora de Fátima, em Urubici (SC), é uma importante referência religiosa.

COMER E DORMIR

Morretes

Onde comer: Madalozo (41) 3462-1410;

reserva@madalozo.com.br

Rua Almirante Frederico de Oliveira, 16, Centro.

Urubici

Onde comer: Bistrô A Taberna, (49) 3278-5121

Av. Pref. Natal Zilli 3.330

Onde dormir: Hotel Rota dos Cânions (49) 3232 0203

Rod SC 438, km 121 / Bom Jardim da Serra ww.hotelfazendarotadoscanions.com.br

Curitiba

Onde comer: Velho Madalosso (41) 3273-1014

Av. Manoel Ribas, 5.875, Santa Felicidade

www.madalosso.com.br

Onde dormir: Tulip Inn Santa Felicidade (41) 3075-5000

Av. Manoel Ribas 5840, Santa Felicidade.

*Matéria publicada na edição #143 da revista Moto Adventure.

DEIXE UMA RESPOSTA