Localização inovadora: hospede-se em bairros fora do circuito turístico na Europa

Regiões residenciais e mais afastadas do burburinho mostram seu potencial ao oferecer uma experiência autêntica aos visitantes

Texto: Redação
Fotos: Divulgação

Todo e qualquer destino tem seus centros turísticos – que, normalmente, coincidem com o coração político-financeiro da cidade. É onde tudo acontece e o movimento é constante. No entanto, não é preciso estar no epicentro para viver uma experiência inesquecível. As opções de hospedagem em bairros alternativos, mas não necessariamente longe dos pontos de atração, oferecem uma nova perspectiva sobre o destino e permitem uma vivência que se aproxima mais do que é autêntico e local. Além disso, áreas mais afastadas tendem a satisfazer viajantes em busca de tranquilidade e privacidade.

O The Arch London, localizado em Londres, é um aconchegante hotel boutique cinco estrelas que ocupa sete townhouses geminadas de estilo georgiano no bairro Marble Arch, uma área residencial que tem como moradora a diva pop Madonna, por exemplo. Afastado da agitação do West End, o empreendimento está localizado em uma área tranquila, a duas quadras do Hyde Park, e a uma caminhada de dez minutos da charmosa área de Marylebone e da famosa loja de departamentos Selfridges.

Super funcional, conta com 82 apartamentos com check-out expresso, room service em até 15 minutos e um táxi à disposição em menos de dois. O gosto pela fotografia e arte transborda na decoração do edifício de seis andares, assim como sua tecnologia de ponta garante um espaço de destaque entre os estabelecimentos da cidade: o The Arch London integra a coleção Small Luxury Hotels of the World e, em 2011, foi o único hotel boutique inglês incluído na Hot List da revista “Condé Nast Traveller”.

Em Paris, o hotel-design Le Cinq Codet ocupa um prédio industrial dos anos 1930 no 7 ème, elegante bairro residencial da Rive Gauche, na região sul da capital francesa, próximo a icônica Torre Eifel e aos museus Invalides, Rodin e Orsay. Além da localização alternativa, o hotel é referência em design, seja em seus 67 apartamentos, que possuem 29 tipos de layout, seja nas áreas comuns, onde as obras de nomes consagrados, como Charles Eames, Eero Saarinen, Patricia Urquiola e Tom Dixon, enriquecem o ambiente. O conceito do hotel está alinhado com a ideia de oferecer uma atmosfera residencial com muita arte, para o hóspede se sentir como se estivesse em um “pied-a-terre” em Paris.

E, na bela Florença, na Itália, o cinco estrelas Villa Cora está situado entre as colinas dos Jardins de Boboli, cuja história começa no século XIV. Distante somente cerca de três quilômetros do centro histórico, é um recanto de calmaria ao mesmo tempo em que está ao alcance de grandes centros turísticos – é possível até avistar o cartão-postal da cidade, o Duomo de Firenze, do terraço panorâmico do hotel.

A localização do Villa Cora é vantajosa para quem viaja pela região de carro, porque facilita a entrada na cidade pelas colinas, sem a necessidade de enfrentar a difícil circulação no centro de Florença. Um estacionamento gratuito no pátio do hotel é outro diferencial em um destino onde, normalmente, se cobra caro por esse serviço.  E para mais comodidade, os hóspedes ainda têm à disposição um shuttle para ir e voltar do centro no horário que convir. O edifício, cercado por um jardim colorido com mais de 135 espécies de rosas, já recebeu figuras importantes, como os compositores Tchaikovsky e Debussy, o imperador japonês Hiroito e Napoleão III.

Para mais informações, acesse os sites dos hotéis: www.thearchlondon.com, www.le5codet.com e www.villacora.it.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA