Nova concessionária Kawasaki quer faturar meio milhão por mês na Serra Gaúcha

Loja M3 Parts, em Caxias do Sul, que já figura entre as de melhor desempenho da marca no Brasil com segmento off-road, agora oferece motos da linha street

Texto: Redação
Fotos: Divulgação/Johanes Duarte/VGCOM/Kawasaki/M3

Inaugurada na última quinta-feira (19), a M3 Parts é a primeira concessionária da linha street – as chamadas motocicletas de asfalto – da marca Kawasaki na Serra Gaúcha. E também a primeira em todo interior do Rio Grande do Sul. A expectativa para a largada é de comercializar 14 veículos por mês, faturando no período aproximadamente R$ 500 mil. Em seis dos últimos 10 anos, a loja de Caxias do Sul sagrou-se a maior vendedora de itens off-road da Kawasaki Motores do Brasil.

A unidade de negócios integra o Grupo M3, que concentra ainda as concessionárias de outras duas marcas internacionais de motos e scooters, o fornecimento exclusivo de pneus Michelin para motos no Rio Grande do Sul e um site para venda e troca de usados sobre duas rodas. Com mais de 250 veículos comercializados e crescimento de 8% no ano passado, o grupo projeta avançar até 10% em 2016.

“A se repetir na linha street o que verificamos na off-road da Kawasaki e nos modelos de asfalto de outras marcas com que trabalhamos, a tendência é de rapidamente se formar fila de espera. Aquelas motos que apostam mais em design e economia se esgotaram logo nos primeiros meses do ano”, revela um dos sócios, Fernando Rossetti.

Na abertura da nova loja, 20 motos da linha street da Kawasaki estarão à venda por preços que vão de R$ 21 mil, nos modelos de entrada, até R$ 79 mil, naqueles que se aproximam das configurações de competição, como a ZX10R. Vários deles, já na versão 2017. O público da Serra Gaúcha também encontrará o catálogo completo de acessórios, peças de reposição e assistência técnica especializada para as motos street da Kawasaki na M3 Parts – que há alguns anos já conta com o aval da fabricante japonesa para as mesmas operações na linha off-road.

“Em alguns modelos, a diferença de preço com um desempenho superior em relação ao equivalente de outra marca pode chegar a R$ 20 mil”, observa Rossetti, anunciando também uma atração à parte na abertura da nova concessionária.

Os empreendedores levaram para Caxias do Sul a Kawasaki Ninja H2R , com seus 326 cavalos de potência, entregues pelo motor 998cc supercharger. O objeto de cobiça, entretanto, deve ficar apenas em exposição na loja. A menos que o interessado se disponha a aguardar pela entrega sob encomenda do único exemplar da motocicleta-conceito que a marca pretende comercializar no país. Preço público sugerido: R$ 350 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA