Pilotando na neve com Snowmobiles

Aventura na neve

A bordo de Snowmobiles Ski-Doo Renegade E-TEC 600cc, grupo de 17 brasileiros encara temperaturas abaixo de zero em busca de muita adrenalina

Texto: Redação
Fotos: Ayrton Foux/Divulgação

Osnowmobile é um veículo misto, entre uma motocicleta e um carro, desenvolvido para andar em terrenos com neve. O veículo possui tração traseira por esteira com saliências, para melhor estabilidade, e pás na parte dianteira. A maior parte dos modelos utiliza esteiras de borracha, embora alguns, mais modernos, possuam esteiras de Kevlar, para evitar problemas decorrentes do uso contínuo na água, no gelo e na neve.

No Canadá, aproximadamente 10 milhões de pessoas usam esses veículos e, principalmente no inverno, o interior do país vira um parque de diversões para os usuários do snowmobile. Desde a tundra do Ártico, passando pela floresta boreal, montanhas, litoral e até mesmo parte de lagos e mar congelados se transformam em pistas para esse veículo. Assim, todas as províncias e territórios canadenses têm trilhas demarcadas e bem cuidadas, além de vastos campos abertos a explorar. Sabedor disso, um grupo de motociclistas brasileiros resolveu preparar suas botas, capacetes e demais equipamentos para encarar picos cobertos de neve. Outra providência foi contratar a empresa de Ayrton Foux, organizador de viagens a bordo de snowmobiles. Com os documentos e vistos canadenses em ordem, o grupo partiu para a aventura.

NEVE À VISTA

O grupo desta viagem, com 17 participantes, denominou-se Zhukx, e desembarcou em Ottawa, Canadá, às 7h do dia 7 de março de 2014, com temperatura de 15˚C negativos. Os aventureiros tiraram o resto do dia livre e, no dia seguinte, seguiram 200 quilômetros rumo ao norte de Ottawa, com destino ao hotel que seria a sede dessa aventura. Ao chegar lá os snowmobiles Ski-Doo Renegate E-TEC 600cc dois tempos já os aguardavam. Após o jantar todos foram experimentar seus equipamentos alugados: macacão, jaqueta, bota, luva, capacete com viseira aquecida e uma mala à prova d’água que levariam no snowmobile durante a expedição.

No dia seguinte todos fizeram inspeção em suas máquinas e se reuniram para falar sobre os procedimentos de segurança. Às 9h, a expedição começou e os 17 membros foram divididos em dois grupos, cada um acompanhado de um guia local, com curso de resgate na neve e boas noções de mecânica. Logo depois começaram a acelerar por 150 quilômetros até a primeira parada em um pequeno restaurante, onde almoçaram, e depois rodaram 100 quilômetros retornando ao hotel.

“AQUI É O FIM DO MUNDO”

No segundo dia de pilotagem na neve, mais acostumado às máquinas e aos equipamentos, o grupo conseguiu manter um ritmo melhor e encarou mais 270 quilômetros até uma pequena estância de caça, muito longe de qualquer civilização, indo cada vez mais para o norte e, consequentemente, para o frio.

Os aventureiros começaram o dia seguinte atravessando um lago congelado de 15 quilômetros, onde não havia o menor risco de perigo, pois tudo estava sinalizado e a camada de gelo chegava a mais de um metro de espessura. Ali, a aventura e a adrenalina foram grandes, pois muitos atingiram velocidades de até 170km/h. Depois o grupo seguiu por mais 240 quilômetros com parada para o almoço em uma pequena cidade chamada Clova, com apenas 32 habitantes onde havia um placa em francês: “Aqui é o fim do mundo”. Dormiram no único albergue da cidade.

No penúltimo dia da expedição os viajantes passaram por uma base militar norte-americana onde havia uma pista de aviões abandonada, com um metro de neve fofa e ali tiveram um tempo livre para brincar e fazer manobras. Depois retornaram para o hotel onde curtiram uma jacuzzi em frente a um enorme rio congelado, com direito a um por-do-sol que tornou toda a neve cor de laranja.

No último dia de snowmobile todos foram até o topo da famosa Devil’s Mountain (Montanha do Diabo), lugar que oferece um visual incrível e a sensação térmica é de 40˚C negativos, por conta do vento. Depois pararam para tomar um chocolate quente e seguiram para o almoço. À tarde retornaram ao hotel do primeiro dia de viagem para se organizarem para as atividades finais deste tour: pesca no gelo, passeio em trenó puxado por cães e passeio em um avião monomotor sobre a região.

Neste tour foram utilizados snowmobiles Ski-Doo Renegade E-TEC 600cc, dois tempos e foram percorridos 1.200 quilômetros em cinco dias.

Os passeios aconteceram na Província de Quebec, que oferece mais de 32 mil quilômetros de estradas sinalizadas e seguras apenas para snowmobiles e 203 hotéis e restaurantes.

Esta viagem foi organizada por Ayrton Foux (tel. (11) 97444-4447 ou pelo e-mail foxfoux@uol.com.br).

*Matéria publicada na edição #164 da revista Moto Adventure.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA