No ponto! – pilotar até Caldas Novas é uma boa pedida

Para quem busca sossego, Caldas Novas (GO) é uma pedida e tanto. Que tal mergulhar nas águas relaxantes da maior estância hidrotermal do mundo?

Texto e Fotos: Carlos Rigueira

Caldas Novas (GO), com uma população de 70 mil habitantes, é considerada a maior estância hidrotermal do mundo. Uma verdadeira maravilha da natureza, onde as águas (oriundas de lençol freático) jorram a uma temperatura de até 60 graus. Simplesmente fascinante!

O aquecimento se dá pelo calor da Terra, um fenômeno natural conhecido como “geotermia”. Demora aproximadamente 30 anos até que a água da chuva atinja o centro do planeta e retorne à superfície.

Pesquisas comprovaram que o banho nas águas termais é eficiente para combater o estresse, estimular as glândulas endócrinas e combater os problemas reumáticos. Nada melhor do que pilotar vários quilômetros e relaxar! Com diversas fontes termais, Caldas Novas se tornou uma referência em rede hoteleira. É neste contexto que surge o Rio Quente Resorts, a apenas 30 km do centro da cidade.

PARQUE DAS FONTES

Na região, é “obrigatório” visitar o Parque das Fontes, local privilegiado e de extrema beleza situado a 630 metros de altitude.

Piscinas, duchas e ofurôs naturais seduzem os visitantes e permitem um completo relaxamento. O tempo parece parar! Devido à transparência das águas, enquanto nadamos podemos contemplar peixes e cardumes. E não há nada como banhar-se à noite ou de madrugada, quando o calor da água é particularmente bem-vindo. Esplêndido!

HOT PARK

Energia e adrenalina têm endereço certo no Hot Park, local de 55 mil m² repleto de atrações radicais. É possível até curtir uma “praia”, com ondas de até 1,20m, em pleno cerrado brasileiro!

Os bares aquáticos, nos quais os clientes consomem bebidas em mesas e cadeiras parcialmente submersas, são atrações à parte, já que ninguém sai da água. Coqueiros e areia branca e fina criam uma autêntica ambientação litorânea. Há, ainda, local para jogar vôlei e futebol.

O parque tem até uma escola credenciada de mergulho, o que deixa o clima de aventura mais evidente. Mergulhar em pontos diferentes do Rio Quente é algo inesquecível!

A “TERRA DOS PÁSSAROS”

O Bird Land, ou Terra dos Pássaros, é o maior viveiro de aves da América do Sul: ali, araras, flamingos, faisões, gaviões, papagaios, periquitos, corujas, tucanos e sabiás vivem soltos. O viveiro conta, ainda, com alguns primatas e mamíferos.

JARDIM JAPONÊS

O Jardim Japonês foi construído por Toshiyuki Murai e é um local com ressonâncias espiritualistas.  Proporciona um passeio pelas tradições dos monges budistas, que, desde o século XII, utilizam jardins para fazer suas meditações e orações.

O local foi construído na área da sede de uma antiga fazenda de cana-de-açúcar e preserva traços daquela época. O local é assimétrico, o que permite diferentes visões, dependendo do ângulo em que você estiver.

IGREJA MATRIZ

No centro de Caldas Novas encontramos a construção mais antiga da cidade, a Igreja Matriz, erguida em 1850. Há diversos restaurantes e bares ao redor, o que faz daquele um “point” de encontro e diversão.

LAGO DE CORUMBÁ

Ao lado da cidade, o Lago de Corumbá abastece a Usina Hidrelétrica Corumbá I.  O lago, artificial, é um centro náutico para práticas desportivas como Jet-Ski, lanchas e veleiros. Entretanto, não se pode nadar lá – o lago é habitado por piranhas (recentemente as piranhas de Caldas Novas receberam o inusitado título de “as mais feias do Brasil”!). Bares e restaurantes oferecem a tradicional “sopa de piranha”, muito apreciada por turistas, já que é um prato típico da região. Quem provou, garante que é deliciosa.

PARQUE ESTADUAL

O Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCAN), fundado com o objetivo de preservar as nascentes das águas termais, fica no meio do cerrado e próximo à GO-139. O acesso é pavimentado e as paisagens são de tirar o fôlego. Convém estacionar a moto e aproveitar para observar as árvores, com seus caules retorcidos e longas raízes. Uma experiência e tanto!

Na entrada do parque, encontramos a Pedra do Mirante, excelente para uma caminhada ecológica, já que o local oferece duas trilhas de variados graus de dificuldades.

COMO CHEGAR

Partindo de São Paulo, capital, as principais vias são:

SP-330, BR-050, MG-413 e GO-139.

Do Rio de Janeiro:

BR-116, BR-354, MG-187, MG-230, MG-223, BR-050 e GO-139.

De Belo Horizonte:

BR-262, MG-187, BR-365, MG-223, BR-050 e GO-139.

De Goiânia:

GO-020 e GO-139.

De Campo Grande:

BR-163, MS-338, BR-060, BR-158, GO-178, GO-206 e GO-139.

PRINCIPAIS DISTÂNCIAS

São Paulo – Caldas Novas: 760 km

Rio de Janeiro – Caldas Novas: 1.122 km

Belo Horizonte – Caldas Novas: 700 km

Goiânia – Caldas Novas: 168 Km

Campo Grande – Caldas Novas: 900 km

*Matéria publicada na edição #142 da revista Moto Adventure.

 

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA