Etapa final define os campeões da Polaris Cup 2016

Polaris Cup 2016

Etapas de encerramento definem os campeões da edição 2016 de uma das maiores competições nacionais de UTVs

Texto: Redação
Fotos: Divulgação/Sanderson Pereira/Photo –S/Polaris Cup

Edição 2016 da Polaris Cup chegou ao fim com as etapas de encerramento que aconteceram no sábado, 26 de novembro, na Fazenda Dimep, em Itatinga (SP).

Foram 23 inscritos competindo em quatro categorias. Na UTV Turbo, os pilotos pisaram fundo, levando seus Polaris RZR XP Turbo ao limite. Em meio a muita poeira e “decolando” em belíssimos saltos, quem levou a melhor da prova, válida pela 9ª e 10ª etapas, foi Cristiano Batista. O segundo lugar foi para Renato Meinberg, seguido por Bruno Varela, Otávio Leite e Erick Evandro Donatto.

Já na geral da RZR XP Turbo, quem levou o troféu de campeão de 2016 foi Cristiano Batista com 137 pontos, 17 a mais que os 120 alcançados por Bruno Varela, o vice-campeão. O terceiro lugar foi conquistado por Otávio Leite, seguido por Erick Evandro Donatto e Leonardo Guilherme Beleza.

Na RZR XP 1000, o jovem Guilherme Di Mase deu um verdadeiro show mostrando que tem talento e braço de gente grande. Campeão da categoria, Di Mase venceu a prova, que como segundo lugar Clodoaldo Pato e terceiro lugar André Hort. A quarta colocação ficou com a dupla Fernando Endo e Alexandre Nakamura e em quinto ficou Aristides Mafra Júnior. Procópio Gomes de Oliveira Neto, Aristides Mafra Junior, Clodoaldo Pato e Daniel Mahseredjian ficaram respectivamente com a segunda, terceira, quarta e quinta colocação no campeonato 2016 da Polaris Cup.

Na RZR 900, categoria em que participam UTVs até 900cc, a vitória foi para Helena Deyama. Quem conquistou o segundo lugar foi Roberlena Moraes, seguido de perto por Dimas de Melo Pimenta III. A quarta colocação foi para Guillherme Costa. Na classificação geral do campeonato, quem levou o título foi Helena Deyama. O Troféu de segundo lugar foi para Roberlena Mores.

Na categoria feminina a festa do pódio foi da atual campeã de 2015 Helena Deyama, seguida de Roberlena Morais. Esse resultado foi repetido na pontuação geral, tornando Helena Deyama bicampeã feminina na Polaris Cup. Também repetindo o resultado do campeonato de 2015, o troféu de vice foi para Roberlena Morais.

Além das disputas no circuito bastante técnico, repleto de trechos sinuosos e de terra solta, com de 23 quilômetros de extensão, os competidores e o público ainda puderam curtir um verdadeiro show aéreo, o que garantiu ao evento ainda mais emoção.

Aviões e helicópteros em tamanho natural e aeromodelos dos mais variados tipos e tamanhos, impressionaram a todos pela riqueza de detalhes dos modelos e, sobretudo, pelas manobras de tirar o fôlego. Um prato cheio para o público que pode, inclusive, almoçar assistindo tudo de perto.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA