Riffel Motospirit dá dicas para viajar com segurança

Para completar um trajeto com êxito, é fundamental que haja uma perfeita interação na relação homem-máquina; confira dicas importantes da Riffel Motospirit para uma viagem tranquila

Texto: Redação
Fotos: Divulgação/VGCOM

Pegar a estrada em duas rodas é um dos momentos mais especiais para o motociclista. Além do prazer da pilotagem, o condutor pode curtir belas paisagens e chegar a locais antes não imaginados. Porém, para que o trajeto seja prazeroso desde a origem até o destino final, é importante que exista uma interação entre o condutor e a motocicleta. Em outras palavras, a relação homem-máquina precisa estar afinada. Pensando nisso, a Riffel Motospirit – que trabalha no ramo de motopeças e equipamentos de segurança para motociclistas – preparou algumas dicas interessantes para uma viagem segura e divertida.

Conduzir uma motocicleta é conhecê-la bem tecnicamente e saber das suas necessidades básicas. Porque uma moto em movimento significa que homem e máquina se tornaram um só. Nesse aspecto, evitar movimentos bruscos, usar o corpo para contornar curvas, estar posicionado de forma adequada e dominar os controles de punhos e pernas são dicas valiosas e que fazem toda a diferença em uma pilotagem, principalmente na estrada.

E para que esse relacionamento tenha vida longa, é necessário que tanto o piloto quanto a motocicleta estejam preparados. Em síntese, o condutor precisa estar disposto do ponto de vista físico e devidamente equipado. Já a máquina deve estar com a manutenção em dia.

Cuidados antes da viagem

Use sempre calçado reforçado e fechado para a proteção dos pés. Deixe para usar a bermuda quando chegar ao destino e invista em calça apropriada que conta com material resistente e proteção no quadril e nos joelhos. Vista jaqueta de poliéster desenvolvida para motociclistas, a qual possui proteção na coluna, reforço nos ombros e cotovelos. As mãos jamais devem ser esquecidas. Providencie luvas específicas para condução de motocicletas. E não se esqueça da manter a viseira do capacete fechada.

Mesmo que a manutenção do veículo esteja em dia, seguindo o que diz o manual do proprietário, é importante analisar alguns itens para não ser surpreendido no caminho. A primeira dica é checar todo o sistema de iluminação. Farol, lanterna e seta são componentes para você ser visto pelos demais veículos. É questão prioritária de segurança. Depois, verifique a folga da corrente e se está na hora de lubrificá-la para evitar danos. Examine as pastilhas de freio. Se estiver com nível acentuado de desgaste, providencie a troca.

Atente-se também à calibragem, que em geral muda se a motocicleta será ocupada por uma ou duas pessoas e também se você levará bagagem ou não. Siga rigorosamente as orientações fornecidas pelo fabricante, assim você trafega com mais segurança, economiza combustível e ainda minimiza as chances de desgaste incorreto dos pneus. Aproveite a parada no posto para encher o tanque e, claro, sempre que possível abasteça durante o trajeto para não ficar pelo caminho.

Se você não se sente confortável para fazer essa análise detalhada, procure com antecedência uma concessionária ou uma oficina especializada de sua confiança. O importante é ter sua motocicleta em plenas condições de uso sempre, sobretudo antes de uma viagem em que serão percorridos muitos quilômetros.

Por fim, respeite os limites de velocidade e fique ligado nas placas de sinalização da via. Jamais ultrapasse pela direita e procure ocupar o centro da faixa. Faça manobras conscientes e seguras, não arrisque. Dormir bem antes da viagem e manter-se hidratado e bem alimentado (sem excessos) também ajudam na hora da pilotagem.

DEIXE UMA RESPOSTA