O lendário piloto italiano confirmou que, após uma carreira de 25 anos, vai pendurar o macacão no fim dessa temporada da MotoGP

Em uma coletiva de imprensa especial no Grande Prêmio da Estíria, Valentino Rossi (Petronas Yamaha SRT) anunciou oficialmente sua aposentadoria do MotoGP no final de 2021.

Ao longo de uma carreira de mais de um quarto de século, o italiano se tornou uma lenda que será difícil de igualar ou superar, seja dentro ou fora da pista. Nove Campeonatos Mundiais, 115 vitórias e 235 pódios, sendo o único competidor da história a ganhar títulos nas categorias 125cc, 250cc, 500cc e MotoGP significa que o nome de Rossi ficará para sempre nos livros de história. Mas sua marca única de carisma, velocidade, habilidade de corrida e domínio – além de uma pitada de rock and roll – fizeram do italiano algo mais do que um piloto. O ‘Doutor’ tornou-se um ícone.

No local que viu Rossi subir ao pódio em 1996, anunciou que 2021 será a sua 26ª e última temporada no MotoGP. Mas o nome VR46 se manterá uma presença chave no paddock, adicionando uma equipe de classe rainha na próxima temporada, e o próprio homem será para sempre o que poucos podem reivindicar: um ícone do motociclismo e do esporte.

“Disse que tomaria uma decisão para o próximo ano, após as férias de verão, e decidi parar no final da temporada. Infelizmente, esta será a minha última metade como piloto de MotoGP. E é difícil, é um momento muito triste porque é difícil falar e saber que ano que vem não vou correr de moto, já faço isso acho que há mais ou menos 30 anos! Ano que vem a minha vida vai mudar. Mas foi ótimo, aproveitei muito, foi uma longa, longa jornada e foi muito, muito divertido. São 25, 26 anos no Mundial, então foi ótimo. E eu tive momentos inesquecíveis com todos os meus caras, os caras que trabalham para mim, então … Eu não tenho muito a dizer! Só isso.

“Tive uma carreira muito longa e, felizmente, ganhei muitas corridas, mas tenho alguns momentos e vitórias que são inesquecíveis. Pura alegria. Algumas coisas onde ri durante uma semana e, depois de 10 dias, ainda estaria rindo, me pergunto por que e lembro da corrida. É difícil, sim. Uma decisão difícil, mas você precisa entender … Eu acho que no final, no esporte, os resultados fazem a diferença. Então, no final, eu acho que é o caminho certo. É difícil porque tive a oportunidade de correr pela minha equipe no MotoGP, juntamente com o meu irmão, algo que eu gostava, mas acho que está tudo bem assim … temos mais uma meia temporada, não sei quantas corridas, acho será mais difícil quando chegarmos à última corrida, mas por hora é apenas para dizer a minha decisão a todos. Não posso reclamar da minha carreira! “

Por um quarto de século de história e memórias, a única coisa que resta a dizer é: GRAZIE VALE!

Confira o vídeo da coletiva aqui: blob:https://www.motogp.com/fd984910-2b1e-4c37-9c90-65da02104595

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas

Let’s Go Together!