Brasileiros vivem aventura no Marrocos com quadris e UTVs

Expedição incluiu 10 veículos, nove dias de programação e mil quilômetros percorridos nas areias do Sahara e região

Texto: Redação
Fotos: Divulgação/Villa Motorsports

 

Aventura no Marrocos

As areias do Marrocos ficarão para sempre na memória de 10 brasileiros, que conheceram diversos ângulos do país a bordo dos quadriciclos e UTVs. A aventura off-road incluiu nove dias de programação, contato direto com a cultura local e mil quilômetros percorridos, incluindo trilhas e regiões que fizeram parte do Rally Dakar.

Marrocos

O grupo contou com representantes de Brasília (DF), Barreiras (BA), Vitória da Conquista (BA) e Palmas (TO) no final de abril, sendo que cada participante pilotou um veículo. Fizeram parte da frota cinco quadriciclos Can-Am Outlander e cinco UTVs Can-Am, dos modelos Maverick e Commander. A expedição teve estrutura completa e foi organizada pela Villa Motorsports, concessionária dos produtos BRP em Goiânia (GO) e em Brasília (DF).

“Foi uma experiência de vida inesquecível, uma viagem maravilhosa pelo interior do Marrocos”, conta Érico Bizzo, da Villa Motorsports. O roteiro foi muito além dos pontos turísticos tradicionais. “Passamos por areias e oásis do deserto do Sahara, regiões históricas, tribos e povoados do deserto e diversas cidades, como Marrakech, Ouarzazate, Merzouga e Zagora”, continuou.

Marrocos

Quilômetros de aventuras

A cada quilômetro, o grupo descobriu novas atrações. “Dormimos em acampamentos, visitamos mercados com suas especiarias, cobras naja e tapetes persa, e encontramos muita diversão nas imensas dunas do deserto, onde a areia é mais compacta e ótima para acelerar. Não houve qualquer tipo de problema pelo caminho”, afirma Bizzo.

“A expedição teve suporte completo, incluindo guias que falam português e índice zero de quebras e acidentes. O Marrocos é um país extremamente seguro e receptivo, com paisagens incríveis e um povo bastante amável”, finaliza o aventureiro.

VEJA TAMBÉM: Roteiro: Viagem para Madagascar – Parte 1.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA