O ex-piloto da MotoGP teve estréia turbulenta no Rally Dakar e abandonou a prova por falha na moto ontem, mas retorna com a moto consertada

O piloto Danilo Petrucci, que correu sua última temporada na MotoGP no ano passado, teve uma estréia um tanto azarada no Rally Dakar. Chegou à prova com uma lesão no tornozelo e, logo em seguida, um teste de COVID-19 positivo ameaçou deixá-lo de fora a apenas 48 horas da largada da competição. Porém, um segundo teste confirmou um falso positivo do primeiro e permitiu que participasse da corrida… até sua moto quebrar e deixá-lo de fora da etapa de ontem.

Petrucci largou em 23º lugar no Prólogo realizado neste sábado e tomou a 13ª posição no domingo, a 33 minutos de Daniel Sanders, da GAS GAS Factory Racing, que venceu a especial do dia. Nesta segunda-feira, o piloto que agora corre pela KTM Factory Racing, depois de cumprir 117 km da especial num registo altamente competitivo, tendo inclusive passado no primeiro waypoint (km 80) a apenas 9 segundos do líder provisório, Skyler Howes, sofreu um problema mecânico em sua moto. O piloto de 31 anos, na impossibilidade de reparar a sua máquina, pediu a evacuação da moto por helicóptero e assim confirmou o seu ‘abandono’ da prova.

Porém, a moto foi rapidamente concertada pela equipe da KTM e ele largou novamente na prova de hoje, mesmo estando quase 26 horas atrás do líder, na 139ª posição.

Moto Adventure, a revista dos melhores motociclistas.

Let’s go together!

Deixe uma resposta