Relatos foram postados nesta quarta-feira (27/7) nas redes sociais dos pilotos

Para celebrar o Dia do Motociclista, comemorado nesta quarta-feira (27/7), os pilotos Honda publicaram nas suas redes sociais relatos da primeira lembrança e experiência com uma moto. Confira algumas das histórias:

Maiara Basso – Piloto Honda Racing de Motocross, que acelera hoje a CRF 205R – @maiarabassomx
“Observava meus irmãos andando de moto.  Logo experimentei e viciei nessa adrenalina e sensação de liberdade que só o motociclismo me proporciona.”

Jean Azevedo – Piloto Honda Racing de Rally, que acelera hoje a CRF 450RX – @jeanazevedopiloto
“Lembro como se fosse ontem a primeira vez que pilotei. Foi uma Honda CR 80, em uma pista de motocross. Foi ali que tudo se iniciou. Hoje tenho mais de 30 anos de carreira.”

Rômulo Bottrel – Piloto Honda Racing de Enduro, que acelera hoje a CRF 450RX – @romulobottrel “Tinha quatro anos. Foi uma mistura de medo, com uma sensação de liberdade e de superação de um desafio. Foi sensacional e nunca mais vou esquecer disso.”

Henrique Henicka – Piloto Honda Racing de Motocross, que acelera hoje a CRF 250R – @henriquehenicka_75
“Tinha oito anos. Meu pai me deu uma moto. Fiquei muito animado e feliz.”

Bárbara Neves – Piloto Honda Racing de Enduro, que acelera hoje a CRF 250F – @barbaraneves116
“Eu não me lembro da primeira vez que pilotei uma moto. Comecei a pilotar com quatro anos. A lembrança que tenho da minha infância, em todos os momentos felizes, a moto estava junto. Até hoje, estou no meio do esporte e sempre que participo de uma competição diferente, conheço lugares novos, é sempre uma sensação única e feliz.”

Hector Assunção – Piloto Honda Racing de Motocross, que acelera hoje a CRF 450R – @hectorassuncao30
“Meu pai pegou uma moto emprestada para ver se eu levava jeito. Fui em um campo bem grande e ele me colocou para andar. Desde então, o amor pelo esporte só foi crescendo e o resto da história vocês já sabem.”

Vinicius Calafati – Piloto Honda Racing de Enduro, que acelera hoje a CRF 250RX – @viniciuscalafati
“Meu primeiro sentimento com a moto foi de muita liberdade e não querer descer mais. Enquanto não acabava a gasolina eu não descia da moto.”

Eric Granado – Piloto de motovelocidade da equipe Honda Laglisse, que acelera hoje a CBR 1000RR-R Fireblade SP – @ericgranado
“Faz 20 anos a primeira vez que andei de moto. Tinha seis anos. Foi um dia inesquecível para mim. Era uma moto pequena, de criança, 50 cilindradas. Foi a melhor sensação da minha vida. A partir desse dia, percebi que isso era o que eu amava fazer. É a minha profissão e sou muito feliz.”

Bruno Crivilin – Piloto de enduro da Honda da S2 Motorsport, que acelera hoje a CRF 250RX – @brunocrivilin
“Comecei a andar com 12 anos. A primeira moto que pilotei foi uma Honda XR 200.  A partir daí toda a minha a vida foi seguida em cima de uma moto.”


Pedro Sampaio – Piloto apoiado Honda do SuperBike Brasil, que acelera a CBR 1000RR-R Fireblade SP – @psampaio28
“A primeira vez que subi em cima de uma moto foi com a minha família junto. Meu primo me ensinou a andar perto de casa. Desde então, esse amor só vem crescendo e aumentando cada vez mais. Desejo tudo de bom para quem compartilha essa paixão e que a gente tenha muitos quilômetros pela frente.”

Rafael Paschoalin – Piloto apoiado Honda do SuperBike Brasil, que acelera a CBR 1000RR-R Fireblade SP – @rpaschoalin
“A primeira vez que subi na moto foi em uma cinquentinha que ganhei de Natal. Tinha uns seis ou sete anos. Essa moto me fez feliz por muito tempo. Fiz muitas trilhas com o meu pai e com o meu tio.”

Não deixe de conferir:
Mobyou lança quadriciclos elétricos
Honda ADV 2023 ganha nova opção de cor prata
Rally Cerapió/Piocerá lança livro Rota das Emoções

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas

Let’s Go Together!

Deixe uma resposta