Oswaldo Fernandes, o “Ozzy”, avaliou para Moto Adventure a Ducati Multistrada Enduro 1200, em roteiro com praia, terra, água e até estradas pavimentadas na Serra do Mar, em São Paulo

Texto e fotos: Oswaldo Fernandes Jr

Test Ride Ducati Multistrada Enduro 1200

“Detto e fatto. Puro stato dell’arte”. Poder pilotar a Ducati Multistrada Enduro 1200 por situações e condições adversas, sem dúvida, faz com que sintamos a vida como ela deve ser: intensa! O primeiro contato com a motocicleta faz a imaginação do piloto “viajar” por longos e inusitados caminhos.

Saímos de Campinas, a cerca de 100 km da capital paulista, e seguimos rumo ao distrito de Paranapiacaba, em Santo André, e posteriormente descemos ao litoral, passando pelas cidades de Santos, Guarujá e Bertioga.

 

Atravessamos as balsas, percorremos várias estradas pavimentadas e não pavimentadas, região de Mata Atlântica, pontos históricos e, ao visitar o Vale do Quilombo, na cidade de Cubatão, fomos presenteados com muita natureza e desafios. E assim, continuamos buscando sensações, emoções e muita aventura ao pilotar essa máquina apaixonante.

Terno italiano

A moto possui acabamento perfeito. Curvas esguias e pegada forte fizeram o coração vibrar, sentir emoção, e propor a busca de novos limites pessoais. A Multistrada Enduro tem visual agressivo e aventureiro. Peças e componentes se encaixam perfeitamente, acabamento refinado e tecnologia de última geração remetem à sensação de vestir um típico terno italiano em noite de gala.

Construído com motor bicilíndrico e tecnologia desmodrômica, este “míssil terrestre” é disponibilizado com 160 cv de potência e torque de 136 Nm a 7500 rpm. Mas pode ser amansado, e devidamente controlado, graças a quatro mapas pré-programados (Sport, Touring, Enduro e Urban) ou por mapas de ajustes personalizados, de itens como potência, ABS, controle de tração e suspensão.

A máquina impressiona pela elevada tecnologia e facilidade aos comandos e acionamentos. O piloto pode contar com sistema anti-wheeling, controle de velocidade eletrônico e freio de mão inteligente (VHC Vehicle hold control), tudo fácil, prático e útil para uma pilotagem segura.

O modelo possui suspensão semi-ativa, chassi tubular em alumínio, garfo invertido, transmissão por corrente e rodas raiadas de 19” na dianteira e 17” na traseira. Para segurar essa motocicleta, o sistema de freio possui dois discos dianteiros de 320 mm e um na traseira de 265 mm, elaborados com muita tecnologia nos acionamentos e sistema ABS. O sistema de freios, top de linha da Brembo, com aerokip de série, proporciona precisão de acionamentos, e um nível de segurança sem precedentes para uma moto desse porte. Ela acelera muito, mas para espetacularmente quanto necessário.

 

Conectividade

O painel é digital e colorido, de perfeito acabamento e recheado de informações de indicações e ajustes necessários ao piloto. O sistema Bluetooth permite ao piloto se conectar com até cinco dispositivos diferentes (dois intercomunicadores, telefone, GPS e alguns programas de música). Dá até para controlar a prioridade entre eles, tudo sem tirar a mão da manopla.

Esse sistema permite que se grave e, se desejar, compartilhe diretamente nas suas redes sociais, por meio de um app gratuito da Ducati, todo o log/roteiro da sua viagem, incluindo localização, deslocamento, velocidade média/máxima, consumo, e mais uma infinidade de informações.

O conjunto óptico é refinado, com faróis em LED e visual futurista. Não tem como passar pelas ruas e não ter a presença notada! Ao pilotar essa Ducati por vias pavimentadas e estradas, o piloto possui excelente ergonomia e postura de braços e pernas. A moto se encaixa perfeitamente. O painel é bem visível, com comandos acessíveis e todo conjunto transmite a sensação de segurança e fácil controle.

Ao buscar as aventuras, pilotando a moto em situações adversas e fora de estrada, ao se levantar da moto, pilotagem em pé, surpreendentemente, a máquina continua fácil de comandar em sutis inclinações de corpo, curvas, subidas, descidas e ultrapassagens de obstáculos.

Para longas viagens, a Ducati Multistrada Enduro 1200 possui banco de bom envolvimento, tamanho e flexibilidade, mesmo ao garupa, possibilitando paradas mais longas e de pouco desconforto.

Ela acelera forte, responde rápido, transmite confiança, exalta beleza e, ao acelerar, dá para escutar o ronco de um tigre, alertando sua passagem. Carregando 30 litros de combustível e viajando em velocidade de cruzeiro e regulamentação de estradas, a 120 km/h em média, a Multistrada Enduro fez a boa marca de quase 18 km/litro tendo, assim, uma autonomia de 500 quilômetros por parada de abastecimento. Sem dúvida, é uma excelente marca de performance e autonomia!

Ao pilotar a Ducati Multistrada Enduro 1200 fica fácil entender porque a paixão de ser motociclista é algo tão forte. Sentir a emoção de uma curva bem feita, a proeza de se ultrapassar um obstáculo, o valor de um dia bem viajado, o querer se desafiar e o amor de viver e chegar até onde a vida nos levar, de forma intensa e de superações, sentindo saudades do que ficou para trás, mas com a garantia de que muita coisa boa vem pela frente.

Agradecimento especial à Ducati Campinas, pelo empréstimo da motocicleta, pelo apoio e atenção para que essa experiência fosse viabilizada.

É isso aí. Aproveitem estes grandes momentos, e nos vemos pelas estradas!

Ozzy!

VEJA TAMBÉM: Galeria de Fotos: Ducati Supersport S.

Veja Também

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here