Competição é válida pela terceira prova do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country 2022

A equipe Honda Racing disputa nesta semana (21 a 26/6) o 8º Rally Jalapão, terceira prova da temporada 2022 do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Jean Azevedo, Bissinho Zavatti, Martin Duplessis, Gabriel Soares e Tiago Wernersbach são os representantes do time vermelho na modalidade. A competição começa e termina em Luís Eduardo Magalhães (BA), passando por Mateiros (TO) e São Félix (TO).

Serão percorridos durante quatro dias 1.390 quilômetros – 750 deles de especiais (trechos cronometrados). Nesta terça-feira (21/6), a programação conta com um shakedown, uma espécie de teste e aquecimento, e com o Prólogo, que define a ordem de largada do primeiro dia de prova, na quarta-feira (22/6).

Líder do Campeonato Brasileiro na categoria Moto 2 e terceiro colocado na geral, Bissinho Zavatti ressalta que o Rally Jalapão é uma das competições mais esperadas do calendário. “É uma prova bem difícil, que exige bastante do equipamento e do preparo físico. Vamos andar em uma região com muita areia e calor, que eu gosto bastante. Quero fazer uma boa prova, procurar não cometer erros para fazer um grande rally”, diz o paulista, que acelera a motocicleta CRF 450RX.

Para Jean Azevedo, dono de dez títulos brasileiros de Rally Cross Country, a prova tem características diferente do que foi enfrentada até agora na temporada. “Vamos encarar bastante areia e navegação, na região onde vai passar o Sertões, na segunda semana. Além de buscar pontos para o Campeonato Brasileiro, será um grande treino para o nosso principal desafio da temporada. Consegui fazer bons treinos, a moto está 100% e quero fazer uma boa prova, em prol de toda a equipe”, destaca Azevedo, quarto colocado no ranking do Brasileiro de Rally Cross Country na Moto 1 e sexto na geral. 

A Honda Racing conta com dois estreantes na edição deste ano do Rally Jalapão: o argentino Martin Duplessis, na Moto 1, e Gabriel Soares “Tomate” na Moto 2. “Estou muito feliz em estar novamente no Brasil e reencontrar todo o time. Cheguei há alguns dias no país para treinar. Este será o meu primeiro Rally Jalapão, mas vi bastante vídeos da prova. Sei que tem muita areia e eu gosto disso”, avisa Duplessis, que está em seu primeiro ano na equipe oficial da Honda. Ele é o terceiro colocado na Moto 1 e quarto na geral das motos. 

Animado para o seu primeiro Rally Jalapão, Gabriel Soares se preparou bastante para a competição. “É uma prova bem falada no cenário brasileiro. Estou bem preparado e a moto também. Na última etapa, o Rally RN 1500, pegamos um pouco de arena no final, o que deve me ajudar. Vou fazer o meu melhor e tentar trazer um bom resultado para o time”, ressalta o piloto mineiro. Ele migrou do enduro para o rally nesta temporada e, na classificação, está em terceiro na Moto 2 e em sétimo na geral. 

Campeão da categoria Brasil em 2021, exclusiva para motos nacionais, Tiago Wernersbach tem as melhores expectativas para a disputa deste ano. “Será a minha segunda prova do Rally Jalapão. Aqui foi a minha primeira prova de rally e minha primeira vitória na modalidade. Agora eu estou mais confiante, firme e tranquilo. A moto já está acertada e a estrutura montada. Só falta a gente acelerar”, comenta o capixaba, que utiliza a CRF 250F. Ele lidera o campeonato na classe e ocupa a nona colocação na geral, com o modelo nacional.

A equipe Honda Racing de Rally é patrocinada por Pro Honda, ASW, Alpinestars, DID e Seguros Honda.

Programação do 8º Rally Jalapão
 
Terça-feira (21/6)

Luís Eduardo Magalhães (BA)
8h às 13h – Secretaria e vistorias
9h às 10h – Shakedown motos
11h – Briefing apoio
12h – Briefing pilotos
14h – Prólogo 
 
Quarta-feira (22/6) – 1º dia
Luís Eduardo Magalhães (BA) a Mateiros (TO)
Deslocamento inicial – 87,99 km
Trecho especial (cronometrado) – 230,19 km
Deslocamento final – 129,04 km
Total do dia – 447,21 km  
 
Quinta-feira (23/6) – 2º dia
Mateiros (TO) a São Félix (TO)

 Deslocamento inicial – 0 km
Trecho especial (cronometrado) – 183,59 km
Deslocamento final – 13,79 km
Total do dia – 197,38 km

Sexta-feira (24/6) – 3º dia
São Félix (TO) a São Félix (TO)

 Deslocamento inicial – 0 km
Trecho especial (cronometrado) – 212,76 km
Deslocamento final – 22,16 km
Total do dia – 234,92 km
 
Sábado (25/6) – 4º dia
São Félix (TO) a Luís Eduardo Magalhães (BA)

 Deslocamento inicial – 20,54 km
Trecho especial (cronometrado) – 124 km
Deslocamento final – 366,44 km
Total do dia – 510,98 kmTotal do percurso – 1.390,49 km
Total dos trechos cronometrados – 750,53 km

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas

Let’s Go Together! 

Deixe uma resposta