Nova versão sport touring da marca foi visto em testes na Europa. Estreia pode se dar no segundo semestre, no exterior.

A estreia da KTM 1390 Super Duke R como carro-chefe da linha 2024 da empresa austríaca nunca deixou muitas dúvidas de que outros modelos com a antiga versão “1290” do motor LC8 V-twin poderiam gerar renovações semelhantes. Agora a próxima KTM 1390 foi vista em teste, a 1390 Super Duke GT.

flagra-ktm-1390-super-duke-gt-2025

Antes de nos aprofundarmos nos detalhes, vamos nos lembrar do que esse motor “1390” implica. Em primeiro lugar, como a maioria dos KTMs, o número é apenas uma vaga aproximação da sua capacidade real. O motor 1390 mede 1.350 cc genuínos e, como o motor “1290” menor tem na verdade 1.301 cc, o aumento é de apenas 49 cc – menos da metade do que as designações do motor podem levar você a acreditar. Isso é conseguido através de um aumento de 2 mm no diâmetro, de 108 para 110 mm, combinado com o mesmo curso de 71 mm de antes.

Por outro lado, o aumento de desempenho do motor 1390 é maior do que você poderia esperar de uma mudança tão pequena, com a potência de pico aumentada de 177 cv reivindicados para impressionantes 188 cv. Isso se deve em grande parte ao novo sistema de comando e elevação de válvulas variável da empresa, que é semelhante ao ShiftCam da BMW e ao sistema usado em vários carros Audi .

flagra-ktm-1390-super-duke-gt-2025

Ele funciona deslizando as árvores de manivelas de admissão lateralmente durante a operação para colocar em ação um segundo perfil de came mais arisco quando a ECU decide que é necessário. A mudança aumentou as rotações máximas do motor de 9.500 para 10.000 rpm e trouxe um aumento no torque de 14,2 para 14,8 kgf.m.

Historicamente, a Super Duke GT teve a mesma afinação de motor que a Super Duke R, então não é nenhum salto de lógica supor que o mesmo se aplicará a esta nova 1390 Super Duke GT.

Uma mudança maior, pelo menos da perspectiva da GT, ocorre no chassi. A atual 1290 Super Duke GT ainda é baseado na estrutura tubular de aço da 1290 Super Duke R pré-2020, não na versão mais recente. É uma treliça de aparência muito mais substancial que dá menos ênfase ao uso do motor como componente estrutural. Para a próxima 1390 Super Duke GT, a KTM finalmente decidiu adotar o chassi da Super Duke R de 2020 em diante, que é cerca de três vezes mais rígido que o design anterior, ao mesmo tempo que ajuda a reduzir cerca de 2,5 kg do peso da moto.

flagra-ktm-1390-super-duke-gt-2025

Além do novo quadro principal, a 1390 Super Duke GT ganha um chassi auxiliar de alumínio fundido, refletindo novamente as alterações feitas na Super Duke R de 2020 . O chassi auxiliar não é simplesmente herdado da R, já que a GT precisa de mais conforto para o passageiro e capacidade de carregar bagagem, por isso obtém sua própria e exclusiva fundição. Abaixo dele, há o mesmo braço oscilante unilateral atualizado que estreou com a reformulação do Super Duke R em 2020 , e a suspensão parece ser o mesmo kit WP Apex semi-ativo e ajustável eletronicamente de “terceira geração” que é usado na atual 1390 Super Duke R Evo . Da mesma forma, os freios e as rodas Brembo são heranças diretas da Super Duke R.

Quando se trata de estilo, a KTM há muito se concentra na distinção em vez da delicadeza, optando frequentemente por vincos brutalmente nítidos e proporções e formas incomuns. A 1390 Super Duke GT não é exceção e, na verdade, aumenta a aposta com uma combinação confusa de ângulos e planos planos no estilo. O acabamento preto fosco do protótipo significa que essas formas evocam o F-117 Stealth Fighter, mas uma visão menos caridosa pode ser que ele se parece com os gráficos de baixa contagem de polígonos de um jogo de PlayStation 1.

flagra-ktm-1390-super-duke-gt-2025

Na frente, o farol é um desenvolvimento da ideia usada na mais recente Super Duke R, com luzes LED montadas em painéis “flutuantes” que sustentam as lâmpadas principais. Na parte traseira, até mesmo as alças do garupa seguem o tema de ficção científica, ou o tipo de antenas de TV bumerangue vistas nas limusines dos anos 1980.

Dada a aparência quase acabada da moto e o fato de que a KTM é conhecida por estar preparando uma nova sport-tourer como parte de sua linha de modelos 2025, podemos ter quase certeza de que a 1390 Super Duke GT fará sua estreia oficial em algum momento entre agora e o final deste ano como um componente-chave da linha ’25 da empresa.

Além disso, não é preciso que Nostradamus veja que a Super Adventure também provavelmente será renovada com o motor 1390, e já sabemos que um Brabus 1400 R topo de linha está em obras como sucessor da Super Duke R., derivado da 1300 R . Combine tudo isso com uma série de novos modelos “990″ derivados do bicilíndrico paralelo 990 Duke deste ano e fica claro que a KTM estará ocupada com lançamentos de novos modelos no próximo ano.

flagra-ktm-1390-super-duke-gt-2025

Mas ainda nào temos informações se esta moto será vendida no Brasil.

Moto adventure, a Revista dos Melhores Motocilistas.

Let’s go together

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui