Gustavo Pessoa domina primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross

Gustavo Pessoa, Honda Ipiranga IMS
Gustavo Pessoa, Honda Ipiranga IMS

Piloto da Honda Ipiranga IMS foi o destaque da prova e afirma que está 100% focado na competição

Texto: Redação
Fotos: Divulgação/Cesar Araujo/Vipcomm

Campeonato Brasileiro de Motocross

Gustavo Pessoa, piloto da Honda Ipiranga IMS foi o destaque da primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. No último domingo (4/6), em Cornélio Procópio (PR), ele venceu as duas baterias da categoria Mx2. A Mx1 teve apenas uma corrida (a segunda foi adiada por questões de segurança), vencida por Eduardo Lima. Jetro Salazar, da Escuderia X (equipe apoiada pela Honda) ficou em segundo, Carlos Campano, em terceiro, Paulo Alberto (Honda), o quarto e Matiss Karro (Honda), o quinto.

Matiss Karro (Honda)
Matiss Karro (Honda)

Pessoa dominou as duas baterias da Mx2. Na primeira, ele assumiu a ponta logo na primeira volta e começou a abrir vantagem sobre os demais adversários. Durante a corrida, ultrapassou mais de 20 retardatários. Fábio Santos foi o segundo e Pepê Bueno, o terceiro.

Na segunda, ele ultrapassou Pepê Bueno e depois se manteve em primeiro até a bandeirada. “Me preparei bastante para esta etapa, estou com uma excelente moto. Esta é uma pista muito difícil de pilotar, as canaletas são bem duras. Agora preciso manter o foco para seguir bem nas próximas etapas”, afirmou Gustavo Pessoa, que utiliza a CRF 250R.

VEJA TAMBÉM: Viagem de Honda Africa Twin até a estrada chilena Carretera Austral.

Na Mx1, Jetro Salazar perseguiu Eduardo Lima durante toda a prova em busca da primeira colocação. “Começamos o campeonato muito bem, com um segundo lugar em uma pista muito difícil, e agora vamos para a próxima etapa. Larguei na frente, mas o Dudu veio com um melhor ritmo que o meu, fiquei atrás dele, tentei acompanhá-lo, mas não deu”.

Paulo Alberto valorizou a quarta colocação. “Não era o que eu queria, mas foi um bom resultado. A pista estava muito perigosa, mesmo assim ultrapassei cinco pilotos e fiz a melhor volta da prova. Isso mostra que estou bem preparado”, declarou.

Paulo Alberto (Honda)
Paulo Alberto (Honda)

A segunda bateria foi adiada pela organização por questões de segurança e será realizada na sexta etapa, em Campo Grande (dias 7 e 8 de outubro), quando serão realizadas três corridas da categoria.

VEJA TAMBÉM: On The Road – Aventura sul-americana: Viagem de moto por Bolívia, Chile e Peru.

Nacional 230cc

Tallys Nathan foi o vencedor da corrida válida pela categoria Nacional 230cc, na qual os pilotos utilizam motos Honda CRF 230. Em segundo lugar chegou Vinicius Montagner Silva, com Vinicius Muniz Nacarini em terceiro.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross será nos dias 29 e 30 de julho, em São José (SC).

VEJA TAMBÉM: Viagem de moto do cerrado à serra.

RESULTADOS:

MX1

1ª Bateria

1º Eduardo Lima

2º Jetro Salazar

3º Carlos Campano

4º Paulo Alberto

5º Matiss Karro

MX2

1ª Bateria

1º Gustavo Pessoa

2º Fábio Santos

3º Pepê Bueno

4º Leonardo Souza

5º Caio Lopes

2ª Bateria

1º Gustavo Pessoa

2º Leonardo Souza

3º Pepê Bueno

4º Fábio Santos

5º João Ribeiro

SOMA DAS BATERIAS

1º Gustavo Pessoa 50 pontos

2º Leonardo Souza 40

3º Pepê Bueno 40

4º Fábio Santos 40

5º João Ribeiro 31

NACIONAL 230CC

1º Tallys Nathan

2º Vinicius Montagner Silva

3º Vinicius Muniz Nacarini

4º Ismael da Costa Rojas

5º José Ronaldo Dutra Filho

VEJA TAMBÉM: Kawasaki Racing Team assume a liderança do Mineiro de Motocross.

DEIXE UMA RESPOSTA