A superesportiva chega às lojas na segunda quinzena de junho e parte de R$ 97.990

A Kawasaki do Brasil acaba de revelar uma novidade para nosso mercado. A consagrada superesportiva Ninja ZX-10R, campeã Mundial de SuperBike desde 2015, chega ao país em sua mais recente encarnação. Recheada de novidades, ela vêm pronta para brigar com BMW S 1000 RR, Honda Fireblade e Suzuki GSX-R 1000.

A Kawasaki Ninja ZX-10R recebeu importantes revisões em seu motor tetradricilíndrico de 998 cm³, incluindo um novo radiador de óleo refrigerado a ar, a introdução de winglets (asas) integrados e atualizações nas suspensões. Outro detalhe legal é o emblema em 3D da River Mark que foi adicionado à carenagem do farol. Sua nova eletrônica oferece diversos recursos de navegação, dentre eles, um painel digital com conectividade para smartphones.

A novidade chegará na rede de concessionárias autorizadas Kawasaki a partir da 2ª quinzena de junho e estará disponível em dois modelos de cores: a versão preta terá preço especial de lançamento de R$ R$ 97.990, enquanto a versão Kawasaki Racing Team (KRT) sairá por R$ 99.990, valores que já incluem frete para todo o país.

As suspensões também trouxeram algumas atualizações que contribuíram para um melhor controle da superesportiva. Na dianteira, o garfo invertido de 43 mm, com tecnologia Showa BFF (Balance Free Front Fork) – desenvolvido pela equipe Kawasaki Racing Team –, ganhou uma área de fixação mais ampla no grampo triplo inferior e os tubos externos foram revisados. O restante da configuração seguiu igual ao modelo anterior: back-link horizontal com BFRC-lite (Balance Free Rear Cushion), com reservatório de gás tipo piggyback, compressão, retorno e pré-carga totalmente ajustáveis.

A ergonomia do modelo também foi alterada. Entre as diversas modificações estão a bolha para-brisa disposta num ângulo mais íngreme e 40 mm mais alta, a posição dos punhos (manoplas) estendida 10 mm para frente, a parte traseira do assento mais elevada, assim como pedais que foram reposicionados 5 mm para cima. Essas revisões contribuíram para melhorar a liberdade do piloto sobre a moto, diminuir o arrasto nas retas e proporcionar uma condução mais agressiva nas pistas.

Por fim, o novo painel de instrumentos digital em TFT (Transistor de Película Fina) colorido de 4,3 polegadas completa o pacote de tecnologia. A tela, com cor de fundo selecionável (preto ou branco), ajusta o brilho automaticamente conforme a luz ambiente. Com janelas multifuncionais roláveis, dois modos de exibição (um para as pistas e outro para pilotagem de rua) e luz indicadora para mudança de marchas, o painel é completo e inclui: velocímetro e conta-giros de barra, indicador de posição de marcha, hodômetro, medidores de percurso duplo, consumo de combustível atual e médio, volume de combustível consumido, indicador de combustível baixo, velocidade média, tempo total, temperatura do motor, temperatura do ar de admissão, relógio, voltagem da bateria, lembretes de serviço Kawasaki e de troca de óleo, além de indicadores de chamada e de e-mail. Ainda é possível checar uma ligação graças à conectividade via Bluetooth. O smartphone se conecta à moto e, por meio do aplicativo ‘Rideology The APP’, é possível acessar diversas funções, como, por exemplo, verificar o consumo de combustível, ajustar os modos de pilotagem, ou ainda gravar registros detalhados de condução.

Vale ressaltar ainda que os primeiros 100 compradores ganharão um capacete Shoei com grafismo exclusivo da Ninja ZX-10R. O capacete é um modelo japonês que não será vendido aqui.

Aproveite para deixar um like, compartilhar e comentar!

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas

Let’s Go Together! 

Deixe uma resposta