MOTO-X-PRÓSTATA-REPORTAGEM-ESPECIAL-MOTO-ADVENTURE-JULHO-2021-248

Não é segredo para ninguém: depois dos 50 anos, todo homem deve começar a acompanhar de perto a saúde de sua próstata, mas será que nós, motociclistas, devemos redobrar a atenção quanto a isso? Afinal, nossa próstata fica pressionada pelo assento enquanto pilotamos. Veja o que diz a Sociedade Brasileira de Urologia sobre isso.

Texto: André Ramos

Fotos: Edgar Klein/Divulgação

MOTO-X-PRÓSTATA-REPORTAGEM-ESPECIAL-MOTO-ADVENTURE-JULHO-2021-248
Será que andar muito de moto pode provocar ou estimular o aparecimento do câncer de próstata? Foi esta a dúvida que motivou a nossa reportagem

Recentemente, ao solicitar a realização de um exame de próstata, qual não foi minha surpresa ao ficar sabendo que precisaria abster-me de andar de moto por dois dias antes da realização do procedimento. Isso acendeu em minha mente um alerta, baseado na pergunta:

Se preciso deixar de andar de moto por dois dias, será que andar de moto com frequência pode provocar algum dano na próstata? Será que uma eventual pé-disposição familiar/genética pode ser agravada, acelerando o processo do aparecimento da doença?

Foi para encontrar uma resposta a este e a outros questionamentos que desenvolvemos uma reportagem especial em nossa edição de número 248 da Revista Moto Adventure – a qual, caso não tenha lido, pode fazê-lo acessando a seção “Revista do Mês”.

Dada a relevância das informações que nos foram transmitidas pelos doutores Roni de Carvalho FernandesKarin Jaeger Anzolch, urologistas do Departamento de Comunicação da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), resolvemos publicar a entrevista que nos concederam, na íntegra, para ampliar e reforçar os esclarecimentos que nos propusemos levar a você.

Moto-x-Próstata-Entrevista-Sociedade-Brasileira-de-Urologia
Os cuidados básicos com a saúde também são importantes para a conservação da próstata

Boa leitura.

Moto Adventure – Vamos começar pelo começo, como diria Lewis Carrol, autor de Alice no País das Maravilhas. Afinal de contas: para que serve essa tal de próstata? Quais são suas funções no homem?


SBU – A próstata é uma glândula do tamanho de uma noz, localizada logo abaixo da bexiga no entorno da parte inicial da uretra – que é o canal por onde sai a urina – e a sua principal função é produzir uma secreção para nutrição e transporte dos espermatozoides. Naturalmente, somente os homens possuem esta glândula.


Moto Adventure – Quando vamos nos submeter a um exame da próstata, seja ele dosagem PSA ou toque retal, o urologista nos pede um prazo de pelo menos dois dias sem andarmos de moto ou de bicicleta. Por quê?


SBU – Esta é uma boa pergunta. Embora a próstata seja um órgão relativamente profundo, a sua localização no períneo – que é aquele espaço entre o ânus e a bolsa escrotal – facilita com que o órgão seja comprimido quando um homem se senta na posição de cavaleiro, ou seja, ao andar a cavalo, bicicleta (mesmo ergométrica) ou moto, especialmente quando há solavancos ou uma compressão mais forte sobre o local. Ao ser comprimida ou “espremida” (o mesmo pode ocorrer quando se faz o toque retal ou na ejaculação, por exemplo) a próstata acaba liberando mais PSA para a circulação sanguínea.  Normalmente, essa substância só existe em grandes quantidades na próstata e no esperma, e somente uma ínfima porção acaba passando para o sangue, por isso o exame de sangue do PSA (que é uma sigla em inglês para o Antígeno Prostático Específico) pode ser útil no auxílio da detecção de problemas no órgão. Mas, quando não se observa esses cuidados, quantidades maiores do PSA podem chegar à circulação, confundindo os resultados, podendo levar a suspeitas de problemas que, na realidade, não existem.

Moto Adventure – Até que ponto andar de motocicleta pode desencadear alterações na próstata? E isso pode levar ao desenvolvimento de câncer no órgão? Existe alguma inferência quanto a isso? Recentemente, Lance Armstrong afirmou em um documentário (Lance-ESPN), que o câncer que desenvolveu nos testículos pode ter sido em decorrência das drogas que tomava para aumentar sua performance, mas o fato de os testículos de um ciclista ficarem constantemente sob pressão, pode tê-los deixado vulneráveis ao desenvolvimento tumoral? Ou estou falando aqui uma baita besteira?

MOTO-X-PRÓSTATA-REPORTAGEM-ESPECIAL-MOTO-ADVENTURE-JULHO-2021-248
A próstata é uma glândula que saudável, apresenta o tamanho aproximado de uma noz, mas quando aumentada, afeta a nossa qualidade de vida e pode levar ao desenvolvimento de câncer


SBU – Na verdade, até onde se sabe, a simples compressão da próstata ou dos testículos não gera doenças nesses órgãos. No caso da próstata, porém, se o homem já tem algum problema, como uma inflamação, por exemplo, quantidades maiores de PSA podem acabar indo para a circulação, especialmente após essas compressões. Portanto andar de moto ou bicicleta não leva ao desenvolvimento do câncer na próstata. O atleta e ciclista de alta performance Lance Armstrong teve um tumor testicular, que são órgãos que também fazem parte aparelho reprodutor masculino. Apesar de serem mais facilmente traumatizáveis, por localizarem-se mais superficialmente, dentro da bolsa escrotal (saco), não há indícios de que andar de moto ou bicicleta possam levar ao câncer.  Alguns fatores aumentam o risco de um homem desenvolver câncer no testículo. O mais comum deles é a história prévia de criptorquia (quando o testículo não desceu para a bolsa escrotal ou quando o problema foi corrigido tardiamente (após os dois anos). Outros fatores de risco incluem a história familiar de tumores no testículo e a exposição a alguns tipos de substâncias químicas.

Moto Adventure – Quem faz longas viagens de moto, passando horas e mais horas sentado sobre um assento, por dias e mais dias seguidos, pode desencadear um processo maléfico na próstata? Isso pode gerar algum tipo de lesão que irá danificar o seu funcionamento?


SBU – Andar de moto ou bicicleta, mesmo por longos períodos não gera nenhum dano para a próstata, muito menos é causa de câncer na próstata. De qualquer forma, é sempre aconselhável que os bancos sejam bem acolchoados e confortáveis e que a pessoa, vez por outra, faça paradas, para esticar as pernas e descomprimir o local, mais para evitar machucar a região, já que por ali também ficam outras estruturas, como a uretra, parte dos corpos cavernosos que compõem o pênis, bem como músculos e nervos.
 
Moto Adventure – Sentar sobre um assento muito quente e repetir este ato no caso de motociclistas que moram em cidades muito quentes, pode gerar algum dano à próstata ou mesmo afetar nossa fertilidade ou ainda, gerar lesões em outras partes, como o ânus?


SBU – Os testículos estão dentro de uma bolsa (escroto) e, portanto, fora do corpo, justamente para se “refrescarem”, ou seja, trabalharem à uma temperatura de um grau a um grau e meio mais baixa do que o corpo. Quando os testículos ficam muito tempo em altas temperaturas, isso pode diminuir a produção e a movimentação dos espermatozoides o que pode gerar diminuição da fertilidade. Entretanto, este aumento de temperatura não é um fator que desencadeie tumores de próstata. Mas, logicamente, assentos que ficam sob um sol escaldante podem adquirir temperaturas muito elevadas, o que não é saudável, embora não haja nenhuma evidência de que isso possa levar a qualquer tipo de câncer na região.

Moto Adventure – Eu soube de um caso de um trilheiro que morreu por septicemia, devido ao rompimento da bexiga: num tombo, ele bateu a região pélvica na barra central do guidão de sua moto ao ser projetado para frente e como estava com a bexiga cheia, está se rompeu. Ele continuou fazendo trilha, enquanto a urina se espalhava internamente, o que o levou a óbito horas mais tarde. Assim, nunca pilotar com a bexiga cheia, é uma recomendação que devemos fazer aos nossos leitores e seguidores motociclistas?


SBU – A medicina do tráfego, do trauma e a urologia recomenda para todos que forem viajar de carro ou moto, esvaziar a bexiga antes, pois trauma na região inferior da barriga contra partes da moto ou do volante do carro, podem exercer uma pressão muito grande na parede da bexiga cheia que se rompe para dentro da barriga. Como a urina contém componentes tóxicos e irritativos para o interior do abdômen, provavelmente este trilheiro não só absorveu alguns componentes da urina para a circulação sanguínea, como acabou desenvolvendo também uma infecção dentro da barriga (peritonite) evoluindo para uma grave e mortal infecção generalizada (sepse). Este alerta é realmente muito importante. Urinar antes de pegar a moto é bem importante, mas também fazer paradas para urinar de tempos em tempos, evitando andar com bexiga cheia é mandatório.
 
Moto Adventure – Por que a próstata começa a crescer à medida que o homem envelhece? Existem meios de evitar este processo? Estamos todos fadados a sofrer os efeitos negativos disso ou apenas aqueles que trazem este traço hereditário?

MOTO-X-PRÓSTATA-REPORTAGEM-ESPECIAL-MOTO-ADVENTURE-JULHO-2021-248
Próstata normal x próstata aumentada: cerca de 50% dos homens após os 50 anos sofrerão com a hiperplasia benigna da próstata (HBP)


SBU – A Hiperplasia Benigna da Próstata (HPB) é uma doença que pode atingir cerca de 50% dos homens acima de 50 anos. Sem dúvida, quem tem história familiar tem que ficar mais atento, pois tem um componente hereditário importante. Há outros fatores implicados, nem todos bem esclarecidos, inclusive fatores irritativos crônicos, com infecções ocultas na próstata, fatores alimentares e ambientais. Quando aumentada, a próstata acaba comprimindo a uretra logo abaixo da bexiga, provocando um aumento da frequência urinária (fazer xixi mais seguido), diminuição da pressão e do calibre do jato de urina, demora para iniciar a micção, necessidade de levantar à noite e sensação de urgência para urinar, entre outros sintomas. Além de prejudicar o ato da micção, a HBP pode afetar o funcionamento da bexiga e dos rins, levando a quadros mais sérios como perda de função renal e retenção urinária, inclusive com necessidade passagem de sonda pela uretra, daí a importância de se fazer uma identificação precoce do problema. Com os tratamentos clínicos que se dispõem hoje em dia, quando iniciados precocemente, podemos evitar o agravamento dos sintomas e até a necessidade de uma cirurgia futura.

Moto Adventure – Quem já sofre de hiperplasia benigna da próstata deve tomar algum cuidado ou mesmo evitar andar de moto?


SBU – Na verdade, não existe nenhuma contraindicação para homes com mais de 45 a 50 anos com hiperplasia prostática para que não andem de moto. Entretanto, com o crescimento da próstata, a micção costuma ficar alterada, e, mesmo, pode se tornar mais difícil de urinar se a bexiga estiver muito cheia. Assim, nesses casos deve-se evitar ainda mais ficar longos períodos sem urinar.

Moto Adventure – O que a entidade recomenda ao motociclista para que proteja a sua próstata e sua fertilidade?

MOTO-X-PRÓSTATA-REPORTAGEM-ESPECIAL-MOTO-ADVENTURE-JULHO-2021-248


SBU – A próstata e as suas duas doenças mais frequentes, a Hiperplasia próstata benigna e o câncer, precisam ser acompanhadas periodicamente, pois o câncer, não costuma apresentar sintomas em fases iniciais, quando em 90% dos casos pode ser curado se diagnosticado precocemente. Ao apresentar sintomas significa já que possa estar em uma fase mais avançada da doença.
Não existe modo melhor de enfrentarmos uma doença do que diagnosticá-la no início, as opções e a efetividade dos tratamentos aumentam, bem como as chances de cura.
Em relação à fertilidade e o uso de motocicleta, é importante evitar exposição dos testículos a altas temperaturas.

Moto Adventure – O exame de PSA estando dentro dos níveis de normalidade, já descarta a necessidade do exame de toque retal? Muitos médicos não parecem não querer fazer este último quando o PSA está ok. Como proceder? Pois isso já aconteceu comigo em meu último exame (tenho 52 anos).
SBU – A introdução dos exames de detecção precoce do câncer prostático, há mais de 20 anos, resultou em queda da mortalidade pela doença em vários países, portanto a Sociedade Brasileira de Urologia recomenda a todos que a melhor forma de diagnosticar precocemente o câncer da próstata é a realização periódica de PSA e toque retal a partir dos 50 anos para todos os homens e a partir de 45 anos para aqueles que têm história familiar de câncer de próstata e ou câncer de mama e homens negros. Converse com seu médico sobre o seu interesse e disposição em fazer essa avaliação de uma forma mais completa.

Moto Adventure – O que as pesquisas de edição genética como a Crispr-Cas9 e a Prime Editing sinalizam quanto à cura definitiva do câncer de próstata ou mesmo, o impedimento de seu surgimento através da substituição do(s) gene(s) responsável(eis) pela doença?


SBU – As pesquisas com biologia molecular e genética estão cada vez mais avançadas, inclusive com perspectivas de alterações no nosso código genético para poderemos evitar ou até curar doenças graves como o câncer. Entretanto, esses elementos ainda não estão disponíveis em larga escala no presente momento. Portanto a detecção e o tratamento precoce ainda são as melhores armas para a cura do câncer de próstata,

Moto Adventure – Qual a prevalência do câncer de próstata entre os brasileiros? E é correto dizer que quem tem um familiar que teve ou tem câncer de próstata dobra as chances de outro homem da família vir a ter a doença? E que ter dois ou mais parentes com câncer na próstata aumenta as chances entre 6 e 12 vezes em relação a homens sem este histórico?


SBU – Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o número de novos casos de câncer de próstata em 2020 foi de 65.840, com cerca de 15.576 mortes relacionadas. É o tumor mais frequente no homem só perdendo para os tumores de pele não melanoma. O risco de desenvolver câncer de próstata é de 13% aos 40 anos 16%, atingindo quase 20% aos 50 anos e 50% aos 80 anos. Os homens com antecedente de câncer de próstata na família dobram a chance de ter este tipo de tumor a cada novo parente de primeiro grau. Na pesquisa 75% não tinham história familiar e 25% pelo menos uma parente. Portanto, é bem importante que os homens conheçam o histórico dos seus familiares, até como um incentivo para fazer os exames preventivos com mais rigor e mais precocemente. Apesar disso, como falamos acima, como quem não tem histórico na família também pode desenvolver um câncer de próstata, nossa chamada é para que todos se conscientizem. Todos só têm a ganhar em saúde, qualidade de vida e bem estar. 


Dr. Roni de Carvalho Fernandes e Dra Karin Jaeger Anzolch são urologistas do Departamento de Comunicação da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU)

Deixe uma resposta