nepal-viagem-de-moto-joshua-jonh-vale-kathmandu-cordilheira-himalaia

Conhecido por seus templos milenares, sua cultura singular e pelas belezas da Cordilheira do Himalaia, o Nepal é um destino imperdível para quem curte o mototurismo de aventura, mas é preciso estar preparado para rodar por lá.

Texto e Fotos: Joshua John (*)

A primeira vez que você voar para Kathmandu, ficará maravilhado com a capital deste país maravilhoso! É tudo o que você esperava e muito mais. A agitação, a cultura milenar e o grande número de pessoas cuidando de seus negócios.

Você pode ter pousado com o único propósito de viajar de motocicleta ou decidiu adicioná-la ao final de sua viagem de trekking. De qualquer forma, você tem algumas reservas. Você se lembra de documentários de viagem que mostram imagens dramáticas de trânsito entrando e saindo do Vale de Kathmandu.

Aqui eu trarei 5 dicas para tornar sua aventura menos estressante e muito mais memorável.

1. Passeio de teste um dia antes da partida

Mesmo um passeio de 15 minutos ao redor do seu hotel deixará você mentalmente preparado e um pouco mais à vontade na manhã seguinte. A Two Wheeled Expeditions faz um passeio de bicicleta pela cidade velha antes de lhe dar uma orientação sobre as motocicletas.

Com o passeio de teste feito, suas perguntas tornam-se mais claras, em vez de imaginar cenários de dentro de um táxi. A maioria das pessoas fica surpresa com a rapidez com que se adaptam ao tráfego do Nepal.

2. Saia mais cedo | Retorno no sábado

Você não tem que sair ao raiar do dia, mas por volta das 8h você deve estar cruzando as várias rotatórias que ficarão progressivamente ocupadas a cada minuto que passa.

Se você pode escolher seu dia para voltar a Kathmandu, o sábado é o ideal, quando a cidade tem menos tráfego. É o único dia de fim de semana no Nepal.

3. Expresse-se

Santos, gurus, sacerdotes e todos aqueles que estão perto de alcançar o Nirvana, cuidado! Se você é do tipo que acumulou pontos religiosos com o Criador, esta rodovia é onde você os perde. Seu lado sombrio virá à medida que jipes, caminhões, carros e ônibus passarão por você.

Seu instinto de sobrevivência pode acelerar e, apesar da beleza do Himalaia ao seu redor, pode apenas sentir o ônibus encostando bem atrás de você. É hora de se expressar e não se estressar.

No final do dia, você estará sorrindo de orelha a orelha, mas no início você ficará feliz por ser o único que pode ouvi-lo dentro do capacete.

4. Pausas de Chia (chá) Thakali (refeição)

Não deixe ninguém dizer o contrário, mas andar de motocicleta queima calorias. De que outra forma você pode explicar a necessidade de parar para o chá e as refeições de hora em hora? Pausas de hora em hora também fazem sentido para a segurança.

Escolha uma loja ou casa de chá com mais nepaleses e evite aqueles que são criados para turistas ocidentais. A qualidade, o preço e o sabor são muito melhores em lugares que atendem aos viajantes locais. Como você sabe quais são quais? As lojas locais geralmente não têm cardápios.

Existem opções suficientes em ambos os lados da estrada, por isso encontre uma do seu lado esquerdo. Isso torna o retorno ao tráfego muito mais fácil. As paradas frequentes reduzem o estresse e você é capaz de processar e se ajustar ao ritmo e às regras de pilotar em uma rodovia nepalesa.

5. Ultrapassagem

Depois de algumas paradas para chá e até mesmo um prato de ‘Daal-Bhaat’, você está pronto para fazer o que achava ser impossível 24 horas antes. Ultrapassar um ônibus!

Vai por mim: sempre espere alguém ultrapassando do lado oposto, mesmo em uma curva. Certifique-se de ter uma visão clara à frente antes de enrolar o acelerador e buzinar para sinalizar a eles a sua ultrapassagem. Isso permite que o motorista saiba que você está lá e eles geralmente diminuem a velocidade para deixá-lo passar.

Acostume-se com os ônibus passando por você em alta velocidade e parando abruptamente para pegar passageiros. Você alcançará o ônibus parado apenas para vê-lo passar por você alguns minutos depois. Relaxe e aproveite o melhor videogame do mundo!

Esperançosamente, essas cinco dicas inspirarão confiança em você para tentar o que muitos presumem ser assustador demais. Faça um teste ride antes pela cidade, saia cedo, comunique-se através de gestos, faça pausas, ultrapasse com segurança e sempre sinalizando sua manobra e aproveite as belezas e maravilhas do Nepal!

(*) Joshua John é fundador da empresa Delhi Bikers Breakfast Run e Chefe de Experiências ao Cliente da Two Wheeled Expeditions (https://www.twowheeledexpeditions.com/), empresa que oferece e opera pacotes guiados de mototurismo pela Índia e Nepal.

Deixe uma resposta