paraty-entre-montanhas-mar-descendo-serra-parque-estadual-serra- do-mar-serra da bocaina-aventur-viagem-de-moto

Conhecer Paraty é fazer uma volta ao nosso passado colonial, mas a viagem até lá é tão interessante quanto as atrações que ela reserva.

Texto: Celso Renato A. da Silva

Fotos: Alexandre Rio

Nosso destino desta vez é o Rio de Janeiro, mais precisamente Paraty, cidade histórica com um centro preservado em sua arquitetura colonial. Ela fica espremida entre as montanhas da Serra da Bocaina e o mar e  possui muitos atrativos turísticos, mas como todos nós motociclistas sabemos, o caminho é tão importante quanto o destino, e desta forma montamos um roteiro a partir de São Paulo, descendo a serra pelo Parque Estadual da Serra do Mar e seguindo para Paraty pela bela Costa Norte Paulistana.

Paraty

A arquitetura de seus casarões e igrejas, os misteriosos símbolos maçônicos que enfeitam as suas paredes, nos levam a imaginar como seria a vida no Brasil de antigamente. Passear pelo Centro Histórico de Paraty, onde o caminhar é vagaroso devido às pedras “pés-de-moleque“ de suas ruas, é como se transportar no tempo.

Bela cidade colonial, considerada Patrimônio Histórico Nacional, em 2019 tornou-se Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, em conjunto formado pela cidade histórica de Paraty e a Bacia da Ilha Grande, em Angra dos Reis. Por ser o primeiro titulo brasileiro na categoria de “sítio misto”, que contempla importância cultural e natural, é ainda mais importante. É uma das mais belas cidades da Costa Verde, litoral do estado do Rio de Janeiro e preserva até hoje os seus inúmeros encantos naturais e arquitetônicos.

Sua história e crescimento estão ligados com a descoberta de ouro na região das Minas Gerais no período colonial, e se transformou em caminho obrigatório para o fluxo do minério para o Porto de Paraty e envio para Portugal, bem como de recebimento de mercadorias da Europa, e encaminhadas para Minas, dando origem à famosa “Estrada Real”. Com a queda da produção de ouro, as rotas e o porto passaram a ser utilizados no escoamento da produção e de escravos no período do “Ciclo do Café”.

A cidade já foi uma grande produtora de “Água Ardente”, chegando a ter 150 destilarias em atividade; a produção era tão elevada que a expressão “Paraty” passou a ser sinônimo de cachaça mas hoje só restou produção artesanal. Atualmente a economia da cidade é totalmente ligada à indústria do turismo, com uma excelente infraestrutura e atrativos culturais, naturais, gastronômicos, entre elas, a FLIP, Feira Literária Internacional de Paraty, que reúne milhares de pessoas que vão para lá em busca de conhecimento e diversão.

Principais Atrações

City Tour em Paraty

Existem dois passeios guiados na cidade, um acontece no período da manhã e outro no final da tarde, onde você vai conhecer o Centro Histórico, passando pelas Igrejas Matriz de Nossa Senhora dos Remédios, Santa Rita, Nossa Senhora do Rosário e São Benedito e Nossa Senhora das Dores. Além disso, vai apreciar os belíssimos casarões coloniais da cidade, inclusive a Casa do Príncipe Dom João Henrique de Orléans e Bragança, e finaliza na Casa da Cachaça – lá são vendidas cachaças dos principais alambiques da cidade.

Passeio de Escuna

O passeio tem duração aproximada de 5 horas e meia e faz quatro paradas. O roteiro não é fixo, sendo alterado ao longo da semana de acordo com as condições meteorológicas. Durante o passeio você conhecerá a Praia da Lula, a Ilha da Pescaria, a Ilha do Mantimento e a Praia do Jurumirim. Uma das paradas é destinada a mergulho.

Passeio de jipe pelas cachoeiras

Com inicio às 11 horas, com direção ao Parque Nacional da Serra da Bocaina e suas belíssimas cachoeiras: a Cachoeira da Usina, a Cachoeira da Pedra Branca e a Cachoeira do Tobogã e o Poço do Tarzan. Depois do almoço, visita ao Alambique Paratiana. O passeio finaliza por volta das 17 horas.

Vida Noturna da Cidade

O centro histórico à noite é realmente um grande atrativo; sua iluminação cria uma sensação de viagem ao passado, com lojas, bares, restaurantes, baladas e shows em praça publica, agradando todos os gostos e bolsos.

O Roteiro

Com início nas Rodovias Ayrton Senna-Carvalho Pinto em São Paulo, passa pelos municípios de Caçapava e Taubaté, onde conecta-se com a Rodovia Oswaldo Cruz, passando por São Luiz do Paraitinga. Depois da descida de serra pelo Parque Estadual da Serra do Mar, chega-se a Ubatuba. Aproveite para abastecer e siga pela Rodovia Rio-Santos sentido Rio de Janeiro.

Esta rodovia costeira possui paisagens deslumbrantes: praias, mar e ilhas vão se revezando, sendo extremamente agradável para o piloto e garupa. No roteiro proposto colocamos um desvio para a Estrada da Praia da Almada, onde você chegará ao “Mirante da Chica”. Aproveite a paisagem e se hidrate no bar local. Você não vai se arrepender. Retorne à rodovia e siga até Paraty.

Detalhes

A moto utilizada foi uma KTM 990 Adventure R, emprestada pela Aventur Mototurismo, excelente para viagens com extremo conforto, permitindo este tipo de aventura com tranquilidade.

Utilizei conjunto da ASW Adventure, Capacete Bell e Botas Alpinestar. Sempre ande de moto equipado.

Esta rota é tranquila, permitindo aventureiros iniciantes, podendo ser acompanhado pelo garupa. A navegação do roteiro é simples, planeje com antecedência ou contrate um guia.

Este roteiro passa por uma região com muitos atrativos, caso você tenha disponibilidade, aproveite para explorar, não vai se arrepender.

Onde Ficar e Comer

Existem muitas opções de hotéis e restaurantes em Paraty, para todos os gostos e bolsos. Pesquise com antecedência.

Serviços

Aventur (11) 99296 4677 – Fale com Celsinho, que organiza trips on e off road Brasil afora (www.aventur.tur.br).

Deixe uma resposta