Marcando a penúltima etapa dos Campeonatos Brasileiros de Rally Cross Country e Baja, o Rally Rota Sudeste foi realizado entre os dias 8 e 10 de novembro em Lençóis Paulista, no interior de São Paulo

TEXTO: DONI CASTILHO

FOTOS: GUSTAVO EPIFÂNIO/DFOTOS, DONI CASTILHO/DFOTOS, KEVIN CASTILHO/DFOTOS E LUCIANO SANTOS/DFOTOS

O percurso não era tão complicado, mas a chuva que caiu no início da largada deixou o piso com lama e muito escorregadio na primeira parte da disputa. Foram necessárias muita técnica e esforço redobrados dos competidores, que foram obrigados a pilotar com toda perícia. Na segunda metade a prova já estava com piso mais seco e os competidores puderam imprimir mais velocidade.

O primeiro dia teve um total aproximado de 154 km de trilhas para motos, quadriciclos e UTVs e passou por fazendas de cana de açúcar (corte baixo e alto), plantações de eucaliptos e pequenos deslocamentos em asfalto. O “pega” foi caracterizado pela constante troca do tipo de terreno. Terra batida, terra fofa, saltos e poças fizeram parte dos trechos, somadas às várias curvas entre os eucaliptos e canaviais, o que exigiu muita concentração, mas proporcionou um belo visual. “Foi uma prova das mais difíceis que já fiz, mas muito bacana”, disse Luciano de Menezes, vencedor do sábado entre as motos e na categoria Over 40, com o tempo de 01h47m49s5.

Cristiano Batista, que fez o melhor tempo entre os UTVs e na categoria Pro Elite, com 01h35m40s, destacou a organização da disputa. “O rali tem todo um planejamento antes. Viemos preparados para a chuva e isso fez toda a diferença”, destacou.

DOMINGO

No segundo dia, os paulistas dominaram e, de acordo com o resultado oficial entre as motos, o mais rápido foi Luciano de Menezes, KTM (SP). Nos quadriciclos, Richard Amaral, Suzuki Lt-R 450 (SP); e nos UTVs, Bruno Varela, Can-Am Maverick X3 (SP), ficaram na frente. A população de Lençóis Paulista recebeu com hospitalidade e festa a caravana do rali e a premiação foi realizada na Facilpa, a Feira Agropecuária Comercial e Industrial de Lençóis Paulista.

Sobre a prova e com o título conquistado após duas vitórias, Luciano de Menezes, piloto de moto, afirmou: “Foi uma prova muito prazerosa – com a chuva, ficou um pouco escorregadia, mas foi muito divertida. Foi sensacional garantir o título da prova”.

O campeão do Brasileiro de Rally Baja, Bruno Varela, equipe Varela Rally Team, comentou a disputa e o título antecipado. “Foi um fim de semana maravilhoso, que marca o meu bicampeonato nacional de rally baja entre os UTVs”, lembra o piloto, que também venceu a categoria em 2017. Ele é o caçula da conhecida “Família da Poeira”, cujo patriarca é o campeão mundial e do Rally Dakar, Reinaldo Varela. Os irmãos de Bruno, Rodrigo e Gabriel Varela, também são pilotos renomados. “É o quinto título consecutivo da Família da Poeira no Brasileiro de Rally Baja, sempre a bordo dos veículos Can-Am Maverick”, lembrou Bruno Varela. A próxima etapa do Brasileiro de Rally Cross Country é o Rally Rota Sul, que será disputado no Rio Grande do Sul, em dezembro.

CLASSIFICAÇÃO FINAL DO RALLY ROTA SUDESTE

MOTO

1) 20 Luciano de Menezes, KTM, HSS, (1) O40, 03h46m59s5

2) 16 Guilherme Bissotto, HONDA CRF 250F, Mandacaru Rally Team, (1) RBR, 03h58m19s9

3) 2 Cesar Bogo, KTM 450, Bianchini Rally, (1) PDA, 03h59m54s9

4) 26 Ricardo Nascimento, (1) MAR, 4h23m32s9

5) 25 Valmir Polaco, Honda CRF 250F, (2) RBR, 4h36m53s3

QUADRI

1) 29 Richard Amaral, Suzuki Lt-R 450 Brabo, Amaral`s Racing, 12h00m00s0

UTV

1) 102 Bruno Varela, Varela Rally Team, Can-Am X3, (1) Utpe, 3h25m23s7

2) 147 Guilherme Di Mase / Tomas Di Mase, CwbRally, Can-Am X3, (1) Ust, 3h32m38s5

3) 130 Marcelo Carqueijo, Fusão Brasil/Casarini Racing, Can-Am X3, (1) Utvp, 3h34m09s6

4) 101 Rodrigo Varela, Varela Rally Team, Can-Am X3, (2) Utpe, 3h34m27s2

5) 123 Wilker Campos, Casarini Racing, Can-Am X3, (1) Uspd, 3h35m08s1

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também