Bruna Wladyka

Quatro motociclistas irão customizar a INTERCEPTOR 650 Mark III para participar das corridas da Liga Brasileira de Flat Track

A Royal Enfield Brasil anuncia as quatro motociclistas selecionadas para o programa Build Train Race. As pilotas participaram de um processo seletivo iniciado em agosto de 2020, em que muitas mulheres se inscreveram e enviaram vídeos contando sua trajetória no motociclismo e mostrando suas habilidades como pilotas e customizadoras.

Após a definição das participantes, as próximas etapas do programa consistem em receber e customizar a motocicleta Interceptor 650 Twin, treinos em pista de terra e, por fim, competir nas corridas oficiais da Liga Brasileira de Flat Track, divididas em duas etapas. Entre junho e julho, as motociclistas iniciarão a customização e, logo após, começarão o treinamento para participarem da primeira corrida, prevista para outubro.

Edna Prado

“A Royal Enfield criou esse projeto para demonstrar como nossas motocicletas são ideais para customização e diversão”, disse Claudio Giusti, Diretor Executivo da Royal Enfield Brasil. “Além disso, traz o público feminino para o universo das motocicletas de corridas. Com isso, aumenta a visibilidade da Royal Enfield e de nossa plataforma Twins em todo o país.”, complementa.

Confira abaixo o perfil de cada participante do Build Train Race:

Edna Prado (São José dos Campos – SP): Administradora de uma loja de peças para motos, Edna é motociclista há 23 anos e já pilotou no evento On Track na categoria de motocicletas antigas. Muito interessada em participar do Flat Track, irá customizar a motocicleta na oficina familiar, com o auxílio do pai e do irmão. Tem como expectativa para o programa ter uma experiência única relacionada a mecânica, além de fazer novas amizades.

Geane Santana

Geane Santana (Brasília – DF): Trabalha na área de tecnologia e, em paralelo, atua como artista plástica. Pilota há 8 anos, busca aprimorar seus conhecimentos sobre a customização de motocicletas e pretende tornar o Flat Track ainda mais popular em Brasília através do programa BTR, além de aprender as técnicas de pilotagem neste tipo de pista, já que essa será sua primeira participação na modalidade Flat Track.

Gisele Favaro

Gisele Favaro (Campinas – SP): É pilota desde 2013 e, de lá pra cá, já rodou mais de 160 mil kms e participou de eventos Flat Track, como a “Corrida Maluca” do BMS, em 2019, e no On Track em 2020, ambas de mini moto. Administradora de empresa familiar no ramo da agricultura e criadora de conteúdo para Youtube e Instagram, ficou extremamente realizada em ser uma das selecionadas para participar do Build Train Race, ficando muito feliz em representar a Royal Enfield e também ansiosa para cumprir com os prazos das próximas etapas. Após realizar alguns test rides, define sua relação com a Interceptor 650cc como “amor à primeira vista”, ficando muito contente ao ser uma das selecionadas para o programa.

Bruna Wladyka (Curitiba – PR): Empresária, produtora e entusiasta do mundo duas rodas, é participante do projeto BMS Motorcycle e do movimento #ELASPILOTAM, movimento formado por mulheres motociclistas. Pilota há três anos já correu em Flat Track começando na modalidade em 2020 quando recebeu o convite para participar do Build Train Race nos Estados Unidos. Em seguida, montou sua própria moto no Brasil para participar do On Track na categoria FT411. “Sensação de fazer parte de uma história e uma transformação gigantesca no motociclismo. Estamos elevando o motociclismo feminino e isso será vibrado e comemorado durante anos e anos, sem dúvidas”, disse Bruna ao saber que era uma das selecionadas do programa.

Para saber mais sobre as pilotas e suas motocicletas, visite: https://www.royalenfieldna.com/brazil-build-train-race/

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas

Let’s Go Together! 

Deixe uma resposta