O Salão Moto Brasil, em sua oitava edição, movimentou o cenário motociclístico do Rio de Janeiro. As principais fábricas aproveitaram o espaço para exibir suas novidades e conquistar, ainda mais, o coração do motociclista carioca

POR GUILHERME DERRICO
FOTOS: LAERTES TORRENS FILHO/ VGCOM / SALÃO MOTO BRASIL / DIVULGAÇÃO / MARCUS VINI FOTOS

Entre os dias 31 de maio e 02 de junho, o Rio de Janeiro respirou fundo o ar do universo duas rodas, graças à 8ª edição do Salão Moto Brasil, que contou com a presença maciça dos fabricantes de motos. O encontro aconteceu no Riocentro – Pavilhão 2, localizado na Barra da Tijuca. Moto Adventure acompanhou tudo de perto e traz para você um pouquinho dos bastidores do Salão. Mais de 100 modelos foram expostos, distribuídas em 104 estandes, e o giro de negócios foi satisfatório, segundo os organizadores. BMW, Harley-Davidson, Honda, Indian Motorcycle, Kawasaki, Suzuki, Triumph, Dafra, KTM, entre outras, estiveram presentes no evento.

De acordo com o jornalista Laertes Torrens Filho, que já participou de todas as edições, com o passar dos anos, o Salão Moto Brasil fica melhor. “Sempre faço questão de ir ao Rio de Janeiro acompanhar in loco as novidades do salão. Esse evento é fantástico! Trata-se de uma ótima oportunidade para as marcas mostrarem seus lançamentos, produtos diversos e se aproximar ainda mais do público-alvo”, conta Laertes.

Em cena

A Indian Motorcycle apresentou ao público as novidades da linha Dark Horse: Scout Bobber Dark Horse, Chief Dark Horse & Chieftain Dark Horse. A Suzuki levou 20 modelos ao estande, que teve como destaque a GSX-R1000R. A marca japonesa também apresentou ao público os modelos que está comercializando da Haojue (DK 150) e da Kymco (People GTi 300 e Downtown 300i ABS). No estande da BMW, 13 modelos expostos pela marca.

A Triumph apostou na apresentação da nova Tiger 1200. Quem também marcou presença no Salão foi a Kawasaki, que levou a Ninja 1000, a Vulcan S e a Versys-X 300, entre outros.Outro modelo de moto que fez sucesso entre o público foi a nova KTM Duke 390. Recém-chegada ao Brasil, a naked ganhou acelerador eletrônico, faróis de LED na vertical e o ‘KTM My Ride’, sistema através do qual é possível espelhar o smartphone ao painel de TFT colorido.

Customização

Entre as atrações mais visitadas, estavam os estandes de customização. Houve até um concurso de motos personalizadas, organizado pelo Lordof Motors e que reuniu 12 customizadores nacionais (Antonio Cadáver, do Rio de Janeiro; Celio Dobrucki, de Curitiba; Dadinho, do Rio de Janeiro; Daniel Boesso, de São Paulo; Daniel Teruz, do Rio de Janeiro; Eric Nobre, do Rio de Janeiro; Junior Paschoal, de São Paulo; Leo Dalla, de Vitória; Lucky Friends, de Sorocaba; Mauricio Fazzi, de Niterói; Pedro Chernicharo, de Belo Horizonte e Thiago Zucconi, de São Paulo).

Aproveitando a ocasião, a designer Sthephanie Corvett arrasou na customização de capacetes criados especialmente para o Salão Moto Brasil. Os visitantes também puderam apreciar 20 capacetes customizados pelos alunos de Design Gráfico da Universidade Estácio de Sá, em parceria com a organização do evento.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here