Tour off-road – Viagem de moto pelo interior paulista

Tour off-road Interior Paulista
Tour off-road Interior Paulista

Tour entre as cidades paulistas de Sorocaba e Avaré leva os motociclistas por belas estradas, passeios às margens da represa e tranquilos trechos off-road

Texto: Celso Renato A. da Silva
Fotos: Marco Mendes

Regiões de Sorocaba, Itapetininga, Itapeva e Avaré

Belos pastos, plantações, grandes rios e represas compõem o cenário deste roteiro, feito pelas regiões de Sorocaba, Itapetininga, Itapeva e Avaré, no interior paulista. O nosso destino final foi a represa de Jurumirim, formada pelo represamento do rio Paranapanema, e que tem cerca de cem quilômetros de comprimento e, em alguns trechos, ultrapassa três quilômetros de largura. A represa tem um reservatório com volume de água quase quatro vezes maior do que o da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, e é um dos poucos mananciais de águas não poluídas no estado. Apesar da proximidade com a capital paulista, essa região é pouco conhecida e explorada por moto turistas. Além de alguns aspectos inéditos, como sempre incluímos um trecho aventureiro e opcional para quem deseja fazer uso pleno de sua big trail.

Rod. Salim Antônio Curiati
Rod. Salim Antônio Curiati

INÍCIO DA AVENTURA E DICA

Nossa jornada começa na capital paulista, pela rodovia Castello Branco, percorrida até a saída 129 B, sentido Tatuí/Itapetininga. Dali prossegue pela rodovia Antônio Romano Schincariol (BR-373), sentido Capão Bonito. Até este ponto, este roteiro é bastante conhecido pelos viajantes, pois Capão Bonito marca o início de uma rota muito apreciada pelos motociclistas paulistas, o famoso “Rastro da Serpente”, seguindo pelas cidades de Guapiara, Apiaí, Ribeira e depois pelas cidades paranaenses de Adrianópolis, Bocaiúva do Sul e Curitiba, capital do estado. Essas rodovias juntas têm a extensão de 261 km de curvas e belas paisagens, que merecem respeito e muita atenção.

E aqui fica uma dica: quem ainda não conhece deve conhecer o Rastro da Serpente e adjacências. Mas deixe essa dica anotada para outro passeio, pois nesse roteiro os caminhos são outros, a partir de Capão Bonito. Portanto, ao chegar a essa cidade, pegue a saída 213 A, em direção a Itapeva, Itararé e Ponta Grossa, e siga pela rodovia Francisco Alves Negrão, sentido Taquarivai e, na sequência, Itapeva. Essa cidade é uma das maiores da região, com grande estrutura e serviços, e é opção de parada para refeição ou hospedagem em qualquer dia da semana. Depois prossiga pela rodovia Francisco Alves Negrão e, passando a cidade de Itapeva, no trevo, vire à direita na rodovia Pedro Rodrigues García (placas para Itaberá). Passando por Itaberá, no trevo, siga à direita, pela rodovia, sentido a Coronel Macedo. Na sequência você passará por Taquarituba, onde a rodovia passa se chamar Eduardo Saigh. Siga então a Itaí e logo você chegara à rodovia Raposo Tavares.

Nesse ponto da viagem siga à esquerda, sentido Piraju, e você já avistará a represa de Jurumirim, que é formada pelo represamento pela Barragem de Jurumirim, no rio Paranapanema, e banha dez municípios do centro-sul do estado. Na margem direita fica o município de Cerqueira César e, na margem esquerda, o município de Piraju. Com águas limpas, a represa tem em suas margens vários condomínios, clubes, hotéis e belas praias, um convite para os esportes náuticos ou somente relaxar contemplando a paisagem.

Rod. Francisco Alves Negrão
Rod. Francisco Alves Negrão

AVENTURA

Sem dúvida, nesse roteiro a represa de Jurumirim merece atenção, mas nosso negócio agora é acelerar. Portanto, depois de pegar a rodovia Raposo Tavares, sentido Piraju, surgirá uma rotatória. Siga então à direita pela rodovia Salim Antônio Curiati, sentido Cerqueira Cesar, e depois de 20 km rodados nessa estrada pegue a direita, ainda por asfalto, sentido Bairro Macuco. A partir daí se iniciará o trecho fora de estrada deste roteiro. Siga sentido Arandu e, depois de cruzar a cidade, siga por terra para a rodovia João Mellão e depois Avaré. Você irá percorrer trechos bastante prazerosos, com belos cenários. Para retornar para São Paulo basta seguir para a rodovia Castelo Branco e ali, através desta belíssima e ótima estrada, voltar para casa.

VEJA TAMBÉM: Viagem de moto para Iguape (SP) – Entre rios, mar e montanhas.

CONFORTO E SEGURANÇA

Nessa viagem utilizamos uma Kawasaki Versys 1000cc, ano 2016. A moto mostrou-se excelente para viagens, com extremo conforto, e em trechos de condução por estradas de terra transmitiu muita segurança, permitindo fazer todo trajeto como bastante tranquilidade.

Este tour foi totalmente percorrido por boas rodovias e isso permite que até motociclistas iniciantes o façam. O trecho em terra e mais aventureiro é opcional e nossa dica é que o motociclista só faça se estiver acompanhado por outros mais experientes, pois alguns trechos possuem dificuldades que exigem mais do piloto. Com piso seco é possível fazer todo o percurso com pneus originais com segurança.

ONDE FICAR

Hotel Farol do Lago (14) 3351-5848

Rodovia Raposo Tavares, s/n – Zona Rural, Piraju

www.hotelfaroldolago.com.br

SERVIÇOS

Aventur (11) 99296 4677 – Fale com Celsinho, que organiza trips on e off-road Brasil afora (www.aventur.tur.br).

VEJA TAMBÉM: Viagem de moto para Botucatu (SP).

 

DEIXE UMA RESPOSTA