7 dicas para garantir uma pilotagem segura em dias de chuva

Sugestões de manutenção e cuidados para o motociclista na hora que ele mais precisa

Texto: Redação
Fotos: Divulgação

 

Pilotagem na chuva

Todo motociclista sabe que a manutenção da sua moto é essencial para garantir um passeio seguro e sem surpresas. No entanto, nos dias de forte chuva ou pista molhada, é necessário redobrar a atenção, não somente na estrada, mas também nos cuidados com a motocicleta. Realizar uma visita periódica ao mecânico e trocar peças específicas são alternativas para trazer um pouco mais de segurança e praticidade durante os dias chuvosos. “Nem sempre é possível prever quando o tempo irá mudar, por isso, é indispensável seguir alguns cuidados de maneira recorrente e adequar ações ao cotidiano para evitar qualquer situação extrema”, afirma André Munhoz Moreira, marketing da Riffel Motospirit.

Veja a seguir algumas dicas básicas para encarar os dias de chuva com mais segurança:

Aquaplanagem: Embora em menor escala do que em veículos de maior porte, está comprovado que essa situação pode ocorrer também com as motocicletas. Para evitar que esta seja uma causa de um acidente, torna-se importante diminuir a velocidade nos dias chuvosos ou até mesmo parar o passeio e esperar a chuva passar.

Pneus: É necessária a atenção constante aos pneus. Se eles estiverem gastos ou até mesmo sem os populares “frisos”, podem derrapar com facilidade nas poças d’água. A troca regular garante segurança mesmo com as mudanças do clima. Outro ponto que merece atenção é a pressão dos pneus, que deve ser ajustada de acordo com a recomendação do fabricante.

Freios: Embora seja essencial para garantir a segurança durante o passeio com a motocicleta, ele pode se tornar um vilão nos dias de chuva. O motociclista deve evitar acionar o freio de maneira brusca quando passar por grandes áreas de acúmulo de água, impedindo assim que a roda tracione rapidamente e acabe deslizando no solo molhado, o que pode causar uma queda ou acidente mais grave.

Faróis e setas: Essenciais para dias tradicionais, eles se tornam ainda mais importantes nos dias chuvosos. O grande acúmulo de água pode fazer com que os outros motoristas não tenham exatidão da localização da motocicleta, por isso, é necessário que os faróis e setas estejam em dia para garantir a “comunicação” com os outros veículos na pista.

Distância e ponto cego: O bom motociclista sabe as técnicas de pilotagem para evitar colisões e situações na estrada, mas nos dias de chuva é necessário redobrar todos os cuidados. Como alguns motoristas perdem a visibilidade com facilidade quando há grandes quantidades de água, o motociclista também precisa ficar atento aos veículos que trafegam com ele na pista.

Para-brisa: Se a motocicleta possuir o item, é essencial que ele esteja sempre limpo e em bom estado. Arranhões ou rachaduras podem fazer com que a visibilidade seja comprometida. Para os dias de chuva, a dica é utilizar produtos e líquidos que repelem a água.

Lavagem e lubrificação: Depois de um banho de chuva é necessário lavar a motocicleta por completo e lubrificar a corrente. A sujeira da rua e os dias chuvosos aceleram a remoção dos lubrificantes tradicionais e antecipam a corrosão de componentes, como o conjunto de relação, por exemplo, que acaba ficando com a vida útil reduzida.

VEJA TAMBÉM: Roteiro Aventura – Debaixo de chuva.

DEIXE UMA RESPOSTA