SuperBike Brasil: Alex Barros retorna às pistas e vai disputar a temporada 2017

Ex-piloto da MotoGP irá disputar o campeonato com uma Honda CBR 1000 RR

Texto: Redação
Foto: Gaspar Nóbrega/Vipcomm

Alex Barros no SuperBike Brasil 2017

 

Depois de 10 anos sem disputar uma temporada completa, Alexandre Barros – principal nome da motovelocidade no país – retornará às competições a partir deste mês para participar do SuperBike Brasil. Além de Barros, a equipe também contará com o experiente piloto argentino Diego Pierlugi, que em 2016 venceu três das seis corridas que disputou. A primeira etapa será dia 23 de abril em Interlagos (SP).

“Após vencer a última prova de 2016, a vontade falou mais alto e estarei de volta, e desta vez para disputar o campeonato completo. Estou muito animado. Me senti muito bem no ano passado, quando fui 2º na primeira prova e consegui uma vitória na segunda bateria. Foi realmente uma sensação maravilhosa”, diz Barros.

Outra novidade é que este ano a equipe de Alex estará na categoria 1000cc com a Honda, acelerando os modelos Honda CBR 1000 RR. A montadora japonesa fez parte da história e da carreira do piloto na MotoGP. “Minha parceria com a Honda vem de longa data e eles estiveram presentes em grandes momentos da minha trajetória. Estou feliz por poder voltar a guiar uma moto da marca e ajudar no desenvolvimento do equipamento”.

Empresa japonesa destaca a importância do piloto

Alexandre Cury, diretor comercial da Honda, ressalta a importância de ter Alexandre Barros defendendo novamente as cores da marca. “O Alex sempre foi um grande amigo e parceiro da Honda, e sempre esteve muito próximo com projetos de diferentes naturezas. Ele estará abrilhantando ainda mais o motociclismo brasileiro e elevando o nível do campeonato”, conta Cury.

Aos 46 anos, Barros sabe que não terá vida fácil nas pistas, mas se anima em poder guiar novamente e contribuir com o crescimento da modalidade no Brasil. “Esse recomeço para mim tem lembrado muito meu início no esporte. Estou realmente empolgado e acho que poderei ajudar também no crescimento do campeonato, que terá um ano importante pela frente e será crucial para o desenvolvimento da motovelocidade no país”, afirma o piloto.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA