A Serra da Japi, no interior de SP, é um reduto de paz e preservação ambiental, excelente destino para um dia cheio de atividades em meio à natureza

TEXTO: CELSO RENATO A. DA SILVA

FOTOS: WALDEMAR BOCCIO

Nesta edição vamos apresentar um roteiro com aptidão aventureira, próximo à capital paulista, pela Serra do Japi, região que atrai praticantes de trilhas de moto, carros 4X4, bicicletas e a pé. Além dos trechos restritos a veículos motorizados, que são reservas controladas, existem estradas que permeiam o parque, bem como trechos de reflorestamento muito utilizados pelos praticantes de trilha motorizados. Trajeto prazeroso, emoldurado por paisagens maravilhosas das serras e vales da região, é o local ideal para desfrutar do puro prazer da pilotagem de motocicletas.

SERRA DO JAPI

Pequena cadeia montanhosa localizada no sudeste do estado de São Paulo, a Serra do Japi possui 354 quilômetros quadrados de área, e seu ponto culminante atinge 1.260 metros de altitude. A serra faz divisa com quatro municípios, Jundiaí, Pirapora do Bom Jesus, Cajamar e Cabreúva, e apresenta um grande número de espécies animais e vegetais.

A região é um raro remanescente da Mata Atlântica no interior do estado de São Paulo. As belezas naturais constituídas de matas secundárias em solo de quartzo são dignas de preservação como fatores de equilíbrio ecológico e climático. A riqueza de sua biodiversidade está diretamente relacionada ao fato de que a Serra do Japi se localiza em uma região de encontro de dois tipos de florestas: a Mata Atlântica característica da Serra do Mar e a Mata Atlântica do interior paulista.

A riqueza hídrica da serra mereceu a denominação de “Castelo de Águas” por parte de naturalistas europeus. Este foi um dos aspectos considerados no processo de tombamento da Serra do Japi, além da existência de um mosaico de ecossistemas representativos em termos de flora e fauna, capaz de funcionar como espaço serrano regulador para a manutenção da qualidade de vida.

A Serra do Japi também representa uma das últimas grandes áreas de floresta contínua do estado de São Paulo e é o testemunho da flora e fauna exuberantes que existiam em grande parte da região sudeste do Brasil.

ROTEIRO

Este roteiro começa na capital paulista, seguindo depois pela Rodovia Anhanguera, que liga São Paulo à região norte do estado. Seu trecho inicial é plano e reto, com grande adensamento urbano, mas, após o Rodoanel Metropolitano, o cenário muda para um trecho serrano, margeado por uma bela mata. Essa rodovia pedagiada possui excelentes projeto de engenharia e estado de conservação, permitindo uma pilotagem esportiva, segura e divertida.

Curta a estrada e siga até a saída 38 em direção a Franco da Rocha, Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista. Ali acesse a rodovia Edgard Máximo Zambotto, faça o primeiro retorno e cruze a Anhanguera por cima. Dali siga sentido Cajamar pela Avenida Dr. Antônio João Abdala e, cerca de 3,5 km depois, ainda nesta avenida, pegue a saída à direita para Ponunduva e Pirapora do Bom Jesus pela estrada João Felix Domingues.

Essa serrinha irá levar ao alto da Serra do Japi e dela será possível, em vários momentos, visualizar pontos de acesso às trilhas onde circulam as motos e bicicletas. Ao final da subida chega-se a um entroncamento com a estrada Francisco Misse. Siga para esquerda por aproximadamente 1,3 km até o Restaurante Japiapé, à direita da estrada e identificado por placas. Aproveite para fazer uma parada para descanso e refeição.

FAZENDA JAPIAPÉ

Localizada em Cajamar, ponto de encontro de aventureiros e exploradores da Serra do Japi, a Fazenda Japiapé possui um restaurante rústico com culinária típica caipira. Conta também com uma equipe apaixonada pela natureza e capacitada para conduzir seus visitantes, em trilhas maravilhosas, dentro de sua área de reserva, no entorno da Serra do Japi. Os trajetos são em matas nativas, exemplares de Mata Atlântica, passando por riachos, nascentes, cascatas, e muita vegetação natural. São trilhas muito lindas, dinâmicas e divertidas. Com diversos obstáculos naturais, em trilhas travadas. Vale a pena.

TRECHO AVENTUREIRO

Após curtir a Japiapé volte para a moto, pois a hora da aventura está chegando. Volte então para a estrada e a percorra por aproximadamente 800 metros e pegue a primeira saída à direita. A partir deste ponto inicia-se o trecho de terra. Siga sempre pela principal. Essa estrada passa por dentro do parque, mas possui pontos de restrição sinalizados, fiscalizados pela guarda municipal. Sendo assim, respeite os locais proibidos. O percurso passa por riachos e cachoeiras e segue pela Estrada do Barracão, o trecho de aproximadamente de 30 km e praticamente um laço, finalizando no Japiapé. Um passeio muito bacana, que merece ser feito com bastante calma. Boa viagem

DESTAQUE

A moto utilizada nessa viagem foi uma BMW R 1200 GS Premium 2017, cedida pela Power Motorrad BMW, modelo excelente para viagens com extremo conforto e também condução em estradas de terra com segurança, permitindo este tipo de aventura com tranquilidade.

O trecho mais aventureiro desta viagem possui alguns trechos técnicos, mas tranquilos, podendo ser percorridos por iniciantes. No trecho de terra, com piso seco, é possível fazer com pneus originais com segurança, com chuva não recomendamos.

 

ONDE COMER

Restaurante Japiapé

Estrada Francisco Misse, 6.000, Ponunduva, Cajamar (SP). www.japiape.com.br

 

SERVIÇOS

Aventur (11) 99296-4677

Fale com Celsinho, que organiza trips on e off road Brasil afora. www.aventur.tur.br

 

APOIO

Power Motorrad BMW – Alpinestars – Bell

 

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here