buri-a-capital-da-amizade-simpatico-pequena-cidade-revolucao-nativos-palco-infraestrutura-atrativos

Além do título simpático, esta pequena cidade com quase 100 anos de história é conhecida por ter sido palco de uma das mais ferozes batalhas da Revolução de 32 e embora sem uma infraestrutura turística robusta, tem os seus atrativos.

Na procura de novos roteiros para nossos leitores, começamos a olhar para o mapa, e vimos que a região de Buri é pouco conhecida e comentada na roda de viajantes, assim partimos para o planejamento e depois conferencia desta nova trip.

Buri, típica cidade do interior paulista, que se autodenomina “Capital da Amizade”, fica no sudoeste do estado, mais próxima do interior do Paraná, do que da capital paulista. Com estradas vicinais com baixo movimento, cercadas de muito verde e baixíssimo adensamento populacional às suas margens, é um passeio prazeroso, permitindo um bom ritmo e com segurança.

O roteiro tem aproximadamente 250 km a partir de São Pauloe pode ser todo executado por asfalto, mas para os possuidores de big trail, é possível fazer um trecho de terra de aproximadamente 30 km, sem dificuldades, sendo permitindo garupa e também para iniciantes. E se tudo isso ainda não fosse o suficiente, tivemos a oportunidade de explorar este roteiro com a novíssima Triumph Tiger 900 GT Pro.

O Roteiro

A partir de São Paulo, inicie a jornada pela Rodovia Castelo Branco. Pegue a saída 78 à sua direita, na sequência mantenha a esquerda na bifurcação, e siga sentido Sorocaba pela Rodovia Santos Dumont/Senador José Ermírio de Moraes. Em seguida, pegue a saída 7-B em direção à SP-270 Raposo Tavares Votorantim/Alumínio pela Rodovia Dr. Celso Charuri. Ao final da rodovia, mantenha-se à direita na bifurcação e siga as indicações para SP-270/Raposo Tavares/Votorantim/Ourinhos. Já neste novo trecho da Rodovia Raposo Tavares/SP-270, pegue a saída 102 em direção à Sorocaba/Salto de Pirapora/Piedade e na sequência, siga via Marginal da Raposo Tavares e vire à direita na rampa de acesso para S. Pirapora/Piedade/Pilar do Sul e siga pela Rodovia João Leme dos Santos. Pegue a Rodovia Francisco José Ayub em direção a Pilar do Sul/São Miguel Arcanjo.

Aqui cabe um alerta: caso necessite abastecer a sua moto, não existem postos de gasolina às margens destas rodovias. Para fazer isso, você terá de entrar nas cidades para fazê-lo. Na sequência, pegue a Rodovia Nestor Fogaça em direção a São Miguel Arcanjo. Na cidade, siga para Piratininga pela SP-139; ao final você vai chegar em uma grande rodovia de pista dupla. Siga à direita pela BR-373, depois pegue a saída 171 em direção a Bairro Varginha, e siga pela Estrada Municipal Bom Retiro. Chegando no vilarejo haverá uma bifurcação: à direita você pode seguir por terra para Buri; pela esquerda, por asfalto, também leva para Buri.

Buri

Com quase 100 anos, Buri é uma cidade de população pequena mas hospitaleira, que tem orgulho de ser chamada de “Capital da Amizade”. Outro motivo de honra foiter sido palco de um episódio da Revolução Constitucionalista de 32. Descrito por muitos descrito como “A Maior Batalha da América do Sul”, trata-se de um embate entre 6 mil soldados federais contra mil constitucionalistas, o qual é homenageado por uma estátua na entrada da cidade.

A sua história de desenvolvimento é vinculada à construção de ferrovias; sua economia no início do século passado, era baseada na extração de árvores nativas para a produção de lenha para os trens a vapor e madeireiras. Devido à fatores climáticos e geográficos, não embarcou no crescimento agrícola vinculado ao café, e algumas culturas foram experimentadas, mas nenhuma durante este período teve grande sucesso, assim, para abastecer a indústria madeireira já existente e com incentivos governamentais, começou um ciclo de reflorestamento com produção de pinus e eucalipto, presentes até hoje.

Já no final do século passado, nas regiões mais planas do município, foi introduzida a produção de cereais com sucesso, principalmente milho, soja, trigo e feijão, apresentando elevadas produtividades em função dos solos férteis e alta tecnologia aplicada. O município possui uma grande extensão territorial e muitos rios. Apesar da hospitalidade caipira, a cidade não possui uma indústria turística, mas tem alguns atrativos, como os Parques Públicos do Tubarão e do Dinossauro. Visite e aproveite a hospitalidade, a culinária caipira e a boa prosa: você não vai se arrepender.

A moto

Utilizei nesta aventura à novíssima Triumph Tiger 900 GT Pro, a evolução da big trail de maior sucesso da marca, a Tiger 800. Ela está totalmente renovada, como nova aparência, nova mecânica, novo chassi, suspensões, freios e com novas tecnologias. Seu objetivo é aumentar a pressão sobre a concorrência, e armas não faltam. O novo design é bonito com um visual mais aventureiro; a evolução da ciclística e suspensões vai agradar tanto os pilotos de asfalto como os de terra; a leveza do conjunto, bem como o comportamento dos amortecedores garantem conforto e melhor desempenho em pisos irregulares. A moto possui uma eletrônica bem atual e completa, com painel TFT, vários ajustes de pilotagem, de suspensão, tração e frenagem e além disso, o modelo utilizado também atende bem os pilotos de baixa estatura.

Detalhes

Utilizei conjuntos e equipamentos de proteção da ASW Adventure. Sempre ande de moto equipado.

Esta rota é tranquila, ideal para ser acompanhada pelo garupa e para iniciantes.

A navegação do roteiro é simples, planeje com antecedência ou contrate um guia.

Este roteiro passa por uma região com muitos atrativos, caso você tenha disponibilidade, aproveite para explorar, não vai se arrepender.

Serviço

Restaurante e Pousada Canto dos Pássaros – Rodovia Eng. Lauri Simões de Barros, km 14,4 – Aracaçu, Buri – SP

Telefone: (15) 9.9676-4500

Aventur (11) 99296 4677 – Fale com Celsinho, que organiza trips on e off road Brasil afora (www.aventur.tur.br).

Deixe uma resposta