A marca Lucas orienta sobre os principais cuidados com o componente

POR REDAÇÃO

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A bateria de um veículo, muitas vezes, recebe atenção apenas quando apresenta falhas. Mas, existem alguns cuidados que podem preservar o item, fundamental para a partida e o perfeito funcionamento dos sistemas elétricos e eletrônicos da motocicleta. “A vida útil de uma bateria, assim como de diversos outros componentes, depende também da forma que a moto é utilizada. Mas existem boas práticas que podem favorecer sua durabilidade”, afirma Jeferson Scarelli, consultor técnico da Lucas.

DICAS PARA PRESERVAÇÃO

É importante verificar no manual do veículo a capacidade de carga extra da bateria, já que acessórios como rastreadores, tomada USB (para carregar celulares e utilização de GPS) e alarme podem exigir uma demanda maior da carga da bateria. “Além disso, é importante evitar que a moto fique parada. Rodar ao menos 25 a 30 minutos por dia prolonga a vida útil do componente”, esclarece Scarelli.

Também é indicado fazer um check-up periódico da bateria e do sistema de iluminação, principalmente antes de viagens longas ou quando a peça já está sendo utilizada há algum tempo, considerando a durabilidade da mesma. Oficinas especializadas podem medir a carga de energia da bateira com equipamentos específicos, que verificam se há fuga de corrente. “É igualmente importante ficar atento na hora da troca das lâmpadas do farol e da lanterna, que precisam estar dentro do padrão especificado pelo fabricante da motocicleta. Uma lâmpada com maior potência vai consumir mais carga da bateria, prejudicando o correto funcionamento do componente”, finaliza o especialista.

Caso a troca seja necessária, utilizar componentes homologados é fundamental. “A Lucas possui uma linha completa de baterias para automóveis, veículos comerciais e motos, que atendem todas as aplicações convencionais do mercado, com a qualidade dos produtos originais”, afirma Fabio Pignatari, gerente de Produto e Desenvolvimento da Lucas.

Veja Também