Sempre pronto a viver grandes aventuras, Oswaldo Fernandes, o “Ozzy” (colunista de Moto Adventure), avaliou a nova Ducati Multistrada 1260 S

TEXTO E FOTOS: OSWALDO FERNANDES JR.

A nova Ducati Multistrada 1260 S é realmente surpreendente. Parar, prestar a atenção e vislumbrar a qualidade de acabamento, a tecnologia de construção e a sutileza das linhas, além do desenho da moto, é essencial para se ter uma ideia do que vem pela frente. A construção e as minúcias desta nova Big Trail são dignas de respeito! “Andiamo all’avventura comincerà”!

NOVIDADES

O novo painel é digital e colorido. Com 5 polegadas e atualizado em relação ao modelo Enduro, é táctil, possui um acabamento perfeito e conta com diversas informações e menus mais intuitivos. O motor é o mesmo da XDiavel, com 160cv a 9500 rpm, 13,2 kgf/m a 7.500 rpm e novos mapeamentos, o que o mantém mais cheio em baixas rotações.

O recurso para troca de marcha assistida, realizado por botões, torna a motocicleta mais equilibrada, sem pontos neutros perdidos, contemplando mais agilidade e segurança. As medidas e dimensões foram adequadas e aumentadas em comprimento e a balança e o ângulo de caster proporcionam melhor ciclística, readequação de centro de massa e maior estabilidade em seus 212 kg.

O pacote de tecnologia foi concebido com faróis multidirecionais e com maior luminosidade, atualização nos ajustes da suspensão, rodas, grande poder de frenagem e acabamentos perfeitos. A posição de pilotagem permite maior conforto e ergonomia. O conjunto, como um todo, agrada visualmente.

ROTEIRO

Foi fácil escolher o roteiro para testar a máquina: trajeto inicial saindo de São Paulo com destino a Ribeirão Preto, pilotando pela Rodovia Anhanguera. O propósito inicial foi avaliar o comportamento e a ciclística da moto nas vias da grande metrópole e seguir por uma das melhores rodovias de São Paulo.

O retorno para a capital paulista foi feito passando pelas cidades de Sertãozinho e Tambaú, onde percorremos o famoso “Caminho da Fé”, inspirado no Caminho de Santiago de Compostela (Espanha). Este roteiro foi criado para atender às pessoas que sempre fizeram peregrinação ao Santuário Nacional de Aparecida, oferecendo-lhes os necessários pontos de apoio e estrutura. Nem é preciso dizer que foi uma grande aventura colocar a nova Ducati Multistrada 1260 S em pilotagem fora de estrada (off-road). No total, foram 864 km percorridos, recheados de adrenalina, emoção e fé.

O CAMINHO DA FÉ

Esta rota de peregrinação proporciona muita emoção por suas paisagens, desafios, distância e pela fé que move os romeiros. Também é comovente a boa vontade com que os residentes ajudam peregrinos, andarilhos, ciclistas, cavaleiros, motociclistas e motoristas a atingirem seus objetivos.

O “combustível” que move as pessoas pelo Caminho da Fé é o amor e o respeito ao próximo. Todos se unem em um mesmo propósito – isto foi o que aprendi pilotando por esse percurso.

A EXPERIÊNCIA

A viagem foi perfeita! A moto tem um ronco diferente – vigoroso, mas sem grandes oscilações sonoras. São muito confortáveis as posições do piloto e do garupa. Mesmo com as malas, o modelo se comportou muito bem, devido aos ajustes eletrônicos de suspensão.

O motor nos convida a acelerar e os freios oferecem segurança em paradas de emergência. Nas curvas, a máquina deu um show, permitindo liberdade e controle em inclinações. Em trechos off-road, com ajustes de mapa de motor, a moto fez jus ao nome “Multistrada”. Percorridos 80 km de estradas de terra – alguns de lama, subidas e declives acentuados –, a emoção e a segurança contemplaram a tecnologia embarcada. Tudo é muito prático, equilibrado e funcional. Ao fim da viagem, você sente aquele gostinho de “quero mais” (a mesma sensação que temos quando degustamos um bom prato italiano).

APOIO

Agradecemos à Ducati Campinas por nos disponibilizar a motocicleta, bem como pelo apoio e atenção que dedicou à nossa reportagem. É isso aí! Nos vemos nas estradas!

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here