Equipe Honda Alex Barros Racing mira o pódio com dois pilotos na 3ª etapa do SuperBike Brasil

Equipe Honda Alex Barros Racing

Ainda mais competitivos, Alex Barros e Diego Pierluigi apostam em bons resultados na categoria SBK

Texto: Redação
Fotos: Sampafotos

 

SuperBike Brasil

Foram duas etapas até aqui. Alguns imprevistos, muito trabalho e, acima de tudo, muita determinação para deixar as motos de modelo Honda CBR 1000RR prontas para o ‘combate’. Houve avanço e melhorias perceptíveis a cada etapa. E agora, com novos itens e ainda mais lapidação nos equipamentos, a equipe Honda Alex Barros Racing chega confiante de que estará ainda mais competitiva para a terceira etapa do SuperBike Brasil, que acontece neste fim de semana (dias 23, 24 e 25) no autódromo de Interlagos (SP).

Alexandre Barros, que vem de um segundo e um terceiro lugares nas duas primeiras disputas, está animado e com expectativas positivas. O piloto da moto #4 aposta que, tanto ele como seu companheiro de equipe, o argentino Diego Pierluigi, estarão mais competitivos. “As expectativas são melhores do que a última etapa. Estamos acabando de trabalhar nas motos e temos novos materiais para serem testados. Acredito que, com esses novos itens, a moto vai ficar ainda mais competitiva”, relatou o piloto e chefe da equipe Honda Alex Barros Racing, segundo colocado na classificação geral com 36 pontos.

VEJA TAMBÉM: Eric Granado é líder invicto no SuperBike Brasil.

Argentino confiante

O argentino Diego Pierluigi, que não teve tanta sorte nas duas etapas iniciais, também está confiante. Ele quer buscar um bom resultado para iniciar sua reação no campeonato. “Sempre fico com muita vontade de que tudo dê certo. Agora temos motores novos e a equipe está trabalhando para termos a melhor moto. Estou precisando ter um bom resultado e vou trabalhar para isso para começar minha reação. Estou confiante de que estaremos prontos pra brigar pelo pódio nesta etapa”, disse o piloto que está em décimo na tabela, com 9 pontos.

Pierluigi ainda reforçou que, com as novidades, a equipe precisaria mesmo de tempo para ajustar tudo. “Desde o começo já sabíamos que precisaríamos de duas ou três corridas para ajeitar tudo e acredito que estamos no caminho certo”, finalizou.

VEJA TAMBÉM: SuperBike Brasil: Desdobramentos da 2ª etapa.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA