Sucesso incontestável no mercado brasileiro, Honda Biz virou sinônimo da categoria CUB e celebra marco de produção nacional

Conhecida por sua praticidade, design moderno, facilidade de pilotagem e economia, a Biz, motocicleta que integra a linha de produtos da Honda há mais de 20 anos, acaba de atingir o marco de 4 milhões de unidades produzidas na fábrica da empresa em Manaus (AM).

A história da Biz começou muito antes do início da produção nacional. Ela tem inspiração na Honda Super Cub, modelo lançado em 1958, no Japão, que inaugurou a categoria CUB (Category Upper Basic, em português, categoria básica superior).

honda Super Cub

No Brasil, as motonetas CUB chegaram por volta de 1992, com a C-100 Dream, inicialmente importada. Porém, o modelo recém-chegado em solo nacional, que já estava no mercado internacional desde o final dos anos 50, demandava algumas adaptações às necessidades, expectativas e características de uso dos brasileiros. Então, a Honda decidiu desenvolver um modelo inovador e para isso, contou com um time local que convenceu a matriz e estabeleceu as diretrizes e conceitos do que viria a ser a representante nacional do segmento CUB, a Honda Biz.

Honda C-100 Dream

Lançada em 1998, com o nome C-100 Biz, o modelo caracterizava-se pela posição de pilotagem, em que o condutor permanecia sentado, proporcionando agradável sensação de comodidade. Além disso, foi a primeira CUB do mundo a oferecer espaço sob o assento para acomodar o capacete e pequenos objetos, sem perder a agilidade e o baixo consumo de combustível. Da antecessora C-100 Dream, herdou o motor e o câmbio, mas chegou com design diferenciado, com linhas e cores modernas.

Honda Biz C-100

O modelo também trouxe a combinação de roda 17”, com pneu fino na frente, e aro 14”, com pneu mais largo e alto atrás. O resultado é a boa transposição de obstáculos pela roda dianteira e a resistência a impactos com a traseira, algo que contribui para melhor estabilidade direcional e maior segurança na circulação em ruas e rodovias brasileiras, com diferentes tipos de terrenos, ou eventuais passagens por buracos. Além disso, com uma menor altura do assento em relação às motocicletas, a Biz favorece o uso principalmente para os iniciantes.

Alexandre Cury

“Desde o lançamento, notamos que a Biz era um modelo que chegava para ficar, pois ela revolucionou o mercado e praticamente criou um novo segmento. Hoje, no Brasil, muitas pessoas não identificam o que é uma CUB. Elas conhecem a Biz, um modelo que virou sinônimo da categoria e se notabilizou por um conjunto de atributos como design sempre moderno, versatilidade, facilidade de pilotagem e economia”, comenta Alexandre Cury, diretor Comercial da Honda Motos.

Ao longo dos anos, a Biz nunca parou de evoluir.

A primeira grande atualização aconteceu em 2005, com a versão com motorização de 124,9 cilindrada que passou a se chamar Honda Biz 125. Em 2009 foi o primeiro modelo de baixa cilindrada no Brasil a receber a moderna injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection), tecnologia que reduz a emissão de gases poluentes e contribui com a eficiência do motor e economia de combustível.

Honda Biz 125

Em 2011, o modelo ganhou versão Flex e a capacidade do tanque aumentou de 4l para 5,5l. Já em 2012, foi lançada a Biz 100, como mais uma opção de motoneta de entrada acessível, versátil, com baixa manutenção e visual inspirado na irmã maior de 125cc, mas com a proposta de ser uma opção aos iniciantes no segmento. Já em 2016, a versão de entrada é atualizada com o motor de 110 cilindradas dotado de injeção eletrônica, passando a se chamar Biz 110i.

Honda Biz 110i

Em 2018, a sua mais recente grande atualização tanto a Biz 110i como a Biz 125, os modelos compartilharam mudanças no design, que as tornou mais atraentes, bem como um novo grupo ótico frontal, freios CBS, painel eletrônico, ampliação do espaço sob o assento, além de tomada 12V.

Porém, além dos aspectos técnicos e diferenciais da Biz, o poder de transformar e melhorar a vida de seus proprietários é um dos principais atributos para o sucesso do modelo. Ela superou as expectativas do mercado brasileiro e aproximou mulheres, jovens e outros perfis de clientes do mundo das duas rodas.

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas

Let’s Go Together! 

Deixe uma resposta