Honda-CB-1000R-2021-é-lançada-lá-fora

Moto recebe poucas alterações mas ganha uma a versão Black Edition.

Há apenas três anos a Honda inovou ao apresentar o conceito “Neo Sports Cafe’, quando trouxe ao mundo a sua CB1000R, misturando toques clássicos com uma postura e detalhes modernos, mas para 2021, a empresa decidiu renovar o modelo em uma nova geração

Honda-CB-1000R-2021-é-lançada-lá-fora

Embora o novo modelo compartilhe seu chassi e motor de quatro cilindros de 998 cc derivado da Fireblade com a versão anterior, o estilo foi sutilmente ajustado para refletir uma seleção de mudanças técnicas que alinham a moto com as regras de emissão modernas e expectativas tecnológicas.

O farol de LED circular superdimensionado foi uma das principais características do conceito Neo Sports Cafe 2017, e para 2021, a mesma ideia foi mantida, preservando seu arco de luz de direção diurna (DRL) em torno da borda e dividido horizontalmente pela lâmpada principal, mas assume uma inclinação aerodinâmica com uma “dobra” no topo.

Honda-CB-1000R-2021-é-lançada-lá-fora

Abaixo dele, as aletas do radiador de alumínio são novas, mais curtas e inclinadas para a frente; as tampas laterais correspondentes sobre a caixa de ar também foram remodeladas para um estilo menos declaradamente retrô.

Mais atrás, há um novo sub-chassi de alumínio fundido e um suporte menor para a placa montado lateralmente no braço oscilante. As novas rodas com sete raios que se dividem em três conforme ficam próximos aos aros – dando a aparência de 21 raios separados – são outra mudança notável de estilo.

Black Edition

Mas se você quiser um visual mais agressivo, a Honda trouxe a versão “Black Edition”, que ganha uma série de mudanças para se adequar à proposta.

Honda-CB-1000R-2021-é-lançada-lá-fora

O tema preto se estende por toda a moto – o anel do farol, aletas ​​do radiador, protetores de escape, painéis laterais, sub-quadro, pinças de freio, guidão, manetes e escapamento são todos acabados na cor – com exceção dos destaques de liga usinada nos raios da roda, braço oscilante, placas e tampas do motor. A Black Edition também ganha uma série de itens extras como padrão, incluindo uma capa de assento traseiro, placa frontal (à frente do painel) e quickshifter.

Motor

No motor, as únicas mudanças são um escapamento revisado, configurações de injeção de combustível retrabalhadas e novos sensores de fluxo de ar, agora presentes no escapamento em vez de sensores lambda de oxigênio. Todo o trabalho foi feito para tornar a moto compatível com a Euro 5 sem qualquer perda de desempenho em comparação com a versão anterior.

Honda-CB-1000R-2021-é-lançada-lá-fora

A potência de pico permanece inalterada com 143,5 cv (107 kW) a 10.500 rpm, o mesmo acontecendo com o torque máximo, 10,5 kgf.m a 8250 rpm. Os modos de pilotagem também estão inalterados, com quatro opções (Rain, Standard, Sport e User) disponíveis, cada uma alterando a entrega de potência, configuração do controle de tração e freio motor.

Também não há mudanças de chassi com a mesma estrutura de aço, braço oscilante de alumínio e nenhuma mudança nas dimensões ou geometria. A suspensão – garfos Showa SFF-BP e monoamortecedor traseiro – e pinças radiais Tokico também são herdadas do modelo existente.

Maior Novidade

A novidade maior fica por conta do painel de instrumentos TFT colorido, que substitui a antiga unidade LCD. Embora relativamente pequeno com 5 polegadas, ele oferece quatro opções de layout de exibição, leituras de parâmetro do modo de condução e um indicador de marcha engatada, com controles montados em barra para fazer alterações.

Honda-CB-1000R-2021-é-lançada-lá-fora

O sistema de controle de voz do smartphone ‘HSVC’ da Honda conecta seu telefone ao painel via Bluetooth e, desde que você tenha no capacete umintercomunicador, fornece operação de voz para navegação, música, e-mails e chamadas. Uma tomada USB embaixo do assento significa que seu telefone também pode ser carregado enquanto você pilota.

Como outras Hondas 2021, incluindo o X-ADV e a NC750X, há também um novo sistema de frenagem de emergência (HSS – Honda Security Stop) que aciona os piscas traseiros em freadas bruscas para avisar os veículos que estão atrás – os piscas agora têm cancelamento automático.

Por enquanto não há previsão da chegada destas novas versões para o Brasil.

E aí, o que achou?

Fonte: bennetts.co.uk

Deixe uma resposta