Kawasaki KLX 140G: Poeira Verde!

Fizemos um teste 100% off-road com a Kawasaki KLX 140G, motocicleta com todos os atributos para quem gosta de se aventurar na terra

TEXTO: JAN TERWAK

FOTOS: CARLA GOMES / DIVULGAÇÃO

A Kawasaki KLX 140G tem recursos de sobra para conquistar o trilheiro que está se iniciando no esporte, além de uma ciclística invejável, suspensões bem calibradas, freios a disco e muito mais. A marca japonesa acertou em cheio no projeto. O modelo foi criado para pilotos que ainda não têm muita experiência no ambiente fora de estrada e, também, para aqueles que não são tão altos.

O grande destaque da KLX 140G é a facilidade de pilotagem. A motocicleta pesa menos de 100 kg, tem um comportamento muito ágil e garante diversão de sobra na condução. O rake é de 27º, e o trail, de 116 mm e 1.330 mm entre os eixos. Todas essas características fazem desta máquina uma moto única. O chassi é perimetral e as rodas são de 21” na frente e de 18” atrás, melhorando a absorção dos impactos. Os pneus são da Pirelli Scorpion MX Extra X e proporcionam ótima tração na hora de acelerar em pisos irregulares.

MOTORIZAÇÃO

O motor tem exatas 144 cm³, SOHC – Comando Simples de Válvulas no Cabeçote –, além de ser arrefecido a ar, monocilíndrico e carburado. Tem um câmbio e embreagem supermacios, com cinco marchas, que estão bem escalonadas de acordo com a faixa de potência do motor. Para facilitar a vida do trilheiro, a Kawasaki KLX 140G vem equipada com partida elétrica, ou seja, nada de ficar pedalando para ligar a moto.

Este motor é adequado à proposta da motocicleta. Trata-se de uma máquina porta de entrada para o off-road – então, não espere uma potência bruta. Porém, a entrega do torque é feita de forma linear e constante, facilitando a “tocada”. Tem potência de sobra para o que lhe foi designado, além de um torque gradual.

DETALHES

Os freios são bem dimensionados para a moto – ambos são a disco, no formato margarida, e oferecem uma frenagem consistente e efetiva. Na frente, há um disco simples de 220 mm com pistões duplos, e na traseira, um disco simples, também, com 190 mm e pistão simples.

As suspensões são bem calibradas para encarar as trilhas, transmitindo conforto e o mínimo de impacto para o piloto. Na frente, o conjunto conta com garfos telescópicos de 33 mm e a traseira é do tipo Ini-Trak, multi regulável. Esta conta com ajuste da pré-carga da mola, além de compressão (velocidade com que a suspensão comprime) e retorno (velocidade em que retorna ao seu formato original).

Em resumo, a KLX 140G tem diversos atributos que facilitam a pilotagem, além de oferecer segurança e eficiência. Se você está se iniciando no mundo do off-road, esta moto pode ser uma ótima pedida. Faça o teste!

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

You don't have permission to register
%d blogueiros gostam disto: