Ladies-of-the-road_Revista-moto-adventure-25

Motociclismo de batom

Comemorando dez anos de existência, grupo que nasceu para incentivar o motociclismo feminino celebra suas conquistas e planeja lançar livro em sua festa.

É inegável: durante toda sua história, a motocicleta sempre esteve associada ao universo masculino. Por muitas vezes, foi retrato e símbolo da rebeldia, sendo veículo ideal para a expressão de manifestações de liberdade em oposição à toda forma de repressão.

Uma das explicações para este predomínio masculino sobre as duas rodas é que até os anos 50, o dress code feminino sugeria que era de bom tom às mulheres que usassem saias; além disso, andar montada sobre uma moto com as pernas abertas, era tido com sinal de vulgaridade, o que expunha aquelas que ousassem fazê-lo a comentários nocivos oriundos de línguas maldosas e muitas vezes, invejosas.

Grupo Ladies Of The Roads. Foto: Divulgação.

Mas graças a Deus, as conquistas femininas vêm possibilitando às mulheres ocuparem espaços que até então a elas não era permitido e um dos lugares onde a presença feminina vem fincando sua bandeira de fininho é no motociclismo.

Muitas passaram a encontrar recentemente nos scooters a porta de entrada para este universo, mas há quem hoje já tenha em seu currículo milhares de quilômetros e centenas de histórias para contar, vividas sobre o assento de uma motocicleta – e algumas delas fazem parte do Ladies of The Roads.

9/7/2010

O Ladies of the Roads surgiu a partir da vontade de 9 amigas de terem o seu próprio grupo (elas não se intitulam um moto clube), onde, juntas, pudessem se encontrar para dividir a estrada e somar amizades.

Fundadoras do grupo Ladies Of The Road. Foto: Divulgação.

“Em maio de 2010 a Silvia Favaron já havia sugerido que criássemos um grupo vinculado à Harley-Davidson, mas preferimos seguir em outra direção, para que pudéssemos convidar motociclistas donas de outras marcas, para também participarem de nossos eventos”, recorda-se Sandra Beccaro, uma das fundadoras do grupo.

A semente estava plantada e semeou em 9 de julho daquele ano, quando durante um passeio a Itapira (SP), Sandra Beccaro, Silvia Favaron, Paula Bavaresco, Priscila Camilis, Andrea Munhoz, Thais Avila, Ana Pimenta, Vivian Bizarro e Liege Correia se reuniram e decidiram criar o grupo, batizando-o de “Ladies of the Roads”. “Neste encontro já foram 32 mulheres, muitas nunca tinham pego estrada pilotando, mas foi demais; um mês depois, já fizemos o nosso segundo passeio”, relembra Sandra, explicando que além das viagens, o objetivo do grupo é incentivar cada vez mais mulheres a viverem as delícias do motociclismo e do moto turismo.

Em 2011 lançaram seu primeiro calendário mensal de eventos e desde então, o grupo nunca mais parou de se encontrar e organizar passeios e viagens, tanto pelo Brasil quanto internacionais, indo a diversos encontros de motos, para onde, literalmente, levam a sua bandeira, afinal, em todas as motos há uma hasteada na parte traseira, além da que carregam quando estão fora das motos.

Mas além de curtirem suas motos, as Ladies também desenvolvem ações filantrópicas, entre elas, visitas a orfanatos, asilos e casas de acolhimento, onde fazem festas, levam suprimentos, presentes e o conforto de um abraço e de uma palavra de carinho e encorajamento.

Grupo Ladies Of The Roads. Foto: Divulgação.

Para marcar algumas datas, passeios especiais foram criados como o “Ladies na Primavera”, Ladies on the Beach” e o “Ladies Mommy’s Day”. Em dezembro do ano passado o grupo participou do “Women Riders World Relay” (matéria na ed. 230), um movimento global de incentivo ao motociclismo feminino. Durante 16 dias, representantes do Ladies of the Roads percorreram 6.017 km pelo país, revezando a condução do bastão que simboliza este movimento. “Conseguimos envolver mais de 300 mulheres do Brasil, com festas em todos os locais por onde passou o revezamento”, revela Sandra. “Recebemos o bastão no Chuí, fronteira com Uruguai, no dia 8/12 e no dia 23/12 o despachamos para a África do Sul onde ele continuou o seu trajeto”, complementa.

Atualmente as Ladies contam com 740 inscritas em seu grupo fechado no Facebook e suas participantes estão espalhadas por dez estados brasileiros, além do Distrito Federal, Paraguai, Uruguai e Argentina.

Para celebrar seus 10 anos de existência, uma grande festa já está programada para acontecer em Maresias (litoral norte paulista), entre os dias 10 e 12 de julho, quando então será lançado um livro comemorativo.

Galeria:

You don't have permission to register