MotoGP 2017: Yamaha sobe ao pódio com Vinãles em segundo e Rossi em terceiro

Em uma grande atuação da dupla de pilotos, a equipe Movistar Yamaha MotoGP mostra que está na disputa do título da temporada

Texto: Redação
Fotos: Yamaha MotoGP

MotoGP 2017

O Grande Prêmio britânico trouxe muitas emoções para a equipe Movistar Yamaha MotoGP, incluindo um pódio duplo como resultado final. Maverick Viñales gerenciou perfeitamente o desgaste de seus pneus e garantiu a segunda posição. Seu companheiro de equipe, Valentino Rossi, manteve um ritmo forte e liderou a maior parte da corrida, mas não conseguiu conter os ataques de seus oponentes nas voltas finais, terminando a 12ª etapa de 2017 em terceiro lugar.

Viñales, que largou em quarto lugar, manteve sua posição na primeira curva e logo ultrapassou Cal Crutchlow, assumindo o terceiro lugar. O próximo a ser ultrapassado por MV25 foi Marc Marquez – na volta 3 – deixando o caminho livre para que o espanhol tentasse buscar a liderança ocupada por seu companheiro de equipe. VR46, por sua vez, tomou a ponta já na primeira curva, abrindo em poucas voltas uma respeitável vantagem com mais de um segundo.

Volta após volta, Viñales reduzia o espaço entre ele e Rossi, chegando inclusive a esboçar ultrapassagens, quando, há 10 voltas do final, Andrea Dovizioso deu início a uma intensa batalha pelo segundo lugar. Na disputa, Viñales voltou à quarta colocação atrás de Marquez, enquanto Rossi buscou abrir distância para respirar, mas, a batalha ainda não havia terminado.

Maverick Viñales

Problema nos pneus

Quando Márquez deixou a corrida, Rossi sofria ataques de Dovizioso pela liderança. Rápido, MV25 tirou a diferença que o separava dos ponteiros e logo ultrapassou Rossi, que em função de um pneu traseiro já deteriorado, havia caído para a segunda colocação.

Determinado, Viñales tirou a diferença que havia entre ele Dovizioso, mas já na última volta, sem tempo o suficiente para dar um bote pela liderança, cruzou a linha de chegada com o importante segundo lugar.

Entusiasmado com o resultado, Maverick Vinãles declarou: “Foi difícil, mas acho que nos saímos muito bem em Silverstone. Acertamos a eletrônica e fomos muito fortes em todas os setores do circuito. Este fim de semana voltamos, nos sentimos novamente fortes e esse é o ponto positivo, especialmente durante a última parte da corrida, já que fomos os mais rápidos nas últimas voltas”. E completa: “Eu estava chegando ao Dovizioso na última volta, dando o meu melhor. Fiz uma das minhas melhores voltas no finalzinho da prova, dando tudo para pegá-lo, mas, honestamente, o segundo lugar foi o melhor que pude fazer. Estamos felizes por termos trabalhado de maneira correta”.

Doctor na área

Ainda que não tenha vencido o Grande Prêmio da Grã-Bretanha, Rossi tinha motivos para comemorar. Além de ocupar a terceira colocação no pódio e diminuir a pontuação entre ele o líder com campeonato de 33 para 26 pontos, “The Doctor” tornou-se o primeiro piloto da história a disputar 300 corridas na categoria principal da motovelocidade mundial.

Valentino Rossi

“Estou satisfeito porque foi uma ótima corrida para mim. Consegui andar muito bem depois de um excelente começo, fiquei na frente e cheguei ao limite sem cometer erros, enfim, gostei muito. Creio que esta foi uma boa maneira de celebrar a minha 300ª corrida na categoria rainha da MotoGP. Resta uma pequena frustração, pois sabia que nas últimas voltas sofreria um pouco com a degradação do pneu traseiro, mesmo assim, acho que neste fim de semana melhoramos muito. Ainda não estamos no topo, temos que fazer melhor se quisermos tentar vencer, mas foi um bom fim de semana”, contou Rossi.

Com os resultados do GP em Silverstone, Viñales e Rossi passam a ocupar o terceiro e quarto lugar, respectivamente, na classificação do campeonato, que segue aberto, já que ainda restam seis etapas para serem disputadas e apenas 13 pontos separam Viñales do líder.

No ranking de Contrutores, a Yamaha continua na ponta com 7 pontos de diferença, enquanto a Movistar Yamaha MotoGP Team recuperou o primeiro lugar na classificação do campeonato entre as equipes, abrindo uma vantagem de 5 pontos.

As emoções do MotoGP estarão de volta no dia 9 de setembro, quando acontecerão os treinos classificatórios no Circuito Mundial de Misano Marco Simoncelli, na disputa pelo Grande Prêmio Tribul Mastercard de São Marinho e da Riviera de Rimini.

Para mais informações, acesse:

www.yamaha-motor.com.br

www.facebook.com/yamahamotorbrasil ou Instagram/yamahabrasil

VEJA TAMBÉM: Yamaha XTZ 250 Ténéré 2018: Novas cores e mesmo espírito aventureiro.

DEIXE UMA RESPOSTA