O curitibano Lincoln Berrocal vem encarando de frente as dificuldades da principal prova off-road do mundo

POR REDAÇÃO

FOTOS: DAKAR

O piloto Lincoln Berrocal está dando uma amostra de jovialidade ao mundo. Paranaense de 61 anos, ele segue firme no rali Dakar, a principal prova off-road do globo, onde é o único brasileiro a acelerar nas motos. O evento teve início em 5 de janeiro e segue até o dia 17, na Arábia Saudita.

Esta é sua segunda participação na competição e a missão é clara: completar todo o desafio, cumprindo cada uma de suas etapas. Assim, está encarando cerca de oito mil quilômetros de percurso, sendo mais de cinco mil na areia e com dunas de até 200 metros de altura. Além do roteiro, outra dificuldade é a temperatura, com sensação térmica variando de -20ºC a mais de 40ºC em um só dia.

Para Lincoln, o Oriente Médio está sendo desafiador. “Não esperava tantas dificuldades, que inclusive estão deixando vários pilotos pelo caminho. Só posso imaginar o restante do rali com ainda mais pedreiras do que já tivemos. Meu objetivo é chegar ao final, representando dignamente meu país”, destaca o empresário e atleta amador.

Falando em obstáculos, o brasileiro precisou enfrentar um grande na prova de ontem. Em meio ao deserto, o mousse (uma espécie de borracha interna do pneu) de sua roda traseira se esfacelou. Além do risco de queda, Berrocal teve de administrar a situação e percorrer o restante do itinerário literalmente no aro. Mesmo assim, cruzou a linha de chegada e garantiu a 102ª posição da etapa, mantendo o 79º lugar na classificação geral. Nada mal para o mais velho entre os 147 inscritos nas motos.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também