Lemuel-Messias-viagem-do-leitor-ed.-235-moto-adventure

No dia 16 dezembro de 2019, eu e meu irmão Samuel,saímos para um passeio com nossas motos que só terminou no dia 20: foram cinco dias de muita diversão e experiências novas. Eu, com minha BMW F 850 GS e ele com sua TriumphBonnevilleBobber 1200.

Eu moro em São Luís de Montes Belos (GO) e ele em Várzea Grande (MT) aí, neste dia, do nada ele chegou na minha casa de moto. Eu até achei a sua atitude muito corajosa, pois a moto dele não é muito apropriada para uma viagem de 770 km e mesmo depois de todo este rolê, ele sequer pensou duas vezes quando o chamei para fazermos este passeio.

Intinerários

Deixamos São Luís de Montes Belos para trás no dia 16, com destino a Mambaí(GO), distante 634 km de minha casa. Nosso objetivo era irmos a umas cachoeiras, famosas na região, onde chegamos a tempo de poder curti-las em uma gostosa tarde de primavera.

No dia seguinte, motos na estrada com destino a Correntina, já no estado da Bahia. Neste dia, acabamos pegando a estrada à noite, pois acabamos curtindo o lugar mais do que deveríamos. Foram mais 317 km, boa parte deles percorridos pela BA 349, mas no final, chegamos ao hotel sãos e salvos, mas por volta de 1h.

De Correntina, voltamos ao estado de Goiás, chegando em Correntina, cidade que fica perto do Parque Estadual de Terra Ronca, um lugar impressionante que abriga uma caverna gigante, residência de um tucano que tem até nome: Renato. Na volta da visita à caverna, fizemos uma trilha a pé de 4 km até a Cachoeira JK, só que chegando lá, tinha chovido bastante e a água estava muito suja, o que tirou muito do seu brilho. E ainda por cima, meu irmão quase pisou em uma cobra, mas valeu pela experiência. Neste dia, percorremos mais 276 km.

Finalmente, em nosso quinto e último dia, fizemos o trajeto de volta a nossa casa, em um dia bastante longo, onde rodamos 765 km, o que fez com que tivéssemos rodado juntos, quase 2.000 km – fora que ele ainda teria mais 770 km de volta à sua casa (valente esse meu irmão). Só um detalhe, um pequeno detalhe: a Bobber do meu irmão tem um tanque de somente 7 litros e a gasolina da moto dele acabou diversas vezes ao longo de nossa viagem, sendo que em uma, acabou a menos de 500 metros de um posto. Acho que ele aprendeu a lição!

Deixe uma resposta