Valorizando a união feminina, MS recebe revezamento mundial de mulheres motociclistas. Movimento global que incentiva o motociclismo feminino chega pela primeira vez ao Brasil neste ano

POR NATÁLIA MORAES

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Não existem barreiras para o empoderamento feminino, que poderá ser observado com toda a potência sob duas rodas. Pela primeira vez, o revezamento Women Riders World Relay (WRWR) chega ao Mato Grosso do Sul, na próxima quinta-feira (12). No estado, um grupo formado por 17 mulheres receberá o bastão símbolo do percurso, considerado um dos maiores movimentos para disseminar e incentivar o motociclismo feminino mundial.

O bastão é transportado exclusivamente pelas “guardiãs”, como são chamadas as responsáveis pela condução entre fronteiras da rota internacional. Em MS, o objeto será entregue às motociclistas em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. O grupo sul-mato-grossense conduzirá o bastão para Campo Grande, chegando no dia 13 de dezembro, e depois o destino é Chapadão do Sul, onde irão repassá-lo para pilotas de Goiás.

Segundo a líder representante das guardiãs nas atividades do estado, Graziela de Oliveira Bernardo, o movimento visa chamar a atenção das indústrias sobre o aumento do mercado global feminino dentro do motociclismo. “Ainda enfrentamos escolhas limitadas e estereotipadas em produtos voltados para as mulheres dentro desse mercado, seja em modelos de motos, roupas, acessórios e principalmente em equipamentos de segurança”, afirma.

O WRWR foi idealizado por Haley Bell, motociclista inglesa que quis criar uma irmandade global de mulheres com paixão pelas duas rodas. A ação vem inspirando pilotas mundo afora, e não seria diferente em Mato Grosso do Sul. Para participar do percurso, as guardiãs se inscreveram previamente no site do movimento, passando a integrar a rede mundial pelo desporto motorizado.

“A cada dia nos deparamos com um número crescente de mulheres querendo pilotar, nos últimos cinco anos o público feminino atingiu 50% do número de procura por habilitação. E a aquisição de motocicletas por mulheres também cresceu. No estado, há vários ‘motoclubes’ integrados exclusivamente por pilotas, como é o exemplo das Ladies of The Road (grupo com maior número de guardiãs), Divas, Luluzinhas, Marruás, Maravilhas do Asfalto, Minervas e Águia Real, Perpétuas, Bruxas Red e a Irmandade Sem Fronteira. Seja por hobby, viagens ou para o uso diário vemos cada vez mais mulheres nas ruas e estradas do estado”, destaca Graziela.

O público interessado em conhecer o grupo sul-mato-grossense e demonstrar apoio ao movimento poderá participar da sessão de fotos em Campo Grande. A “pausa” no revezamento ocorre na Praça das Araras, entre 15h e 17h da próxima sexta-feira (13).

Aventura no Brasil

O bastão chega pela primeira vez no país no dia 8 de dezembro em Chuí, no Rio Grande do Sul. Ao todo, as brasileiras rodarão em um revezamento por 6 mil quilômetros, passando por Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Rio de Janeiro, finalizando em São Paulo. Em 23 de dezembro, o bastão segue rumo a África do Sul.

Mais informações sobre o movimento no site: https://womenridersworldrelay.com/

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também