bajaj-esta-desenvolvendo-primeira-moto-a-gas-natural-comprimido

Marca indiana já entrou com pedido de registro de patente da Freedom 125.

A Bajaj da Índia é uma das maiores fabricantes de motocicletas do mundo, com laços com grandes marcas, incluindo Triumph e KTM , e este ano lançará o primeiro modelo de produção movido a Gás Natural Comprimido (GNC).

O CEO Rajiv Bajaj confirmou planos para uma série de motos CNG no início deste ano, com lançamento previsto para junho, e protótipos foram vistos em testes na Índia. Agora, novos pedidos de patente da empresa revelam mais detalhes das motos, mostrando dois designs distintos que estão em desenvolvimento.

A Bajaj já tem muita experiência com GNC. Ela fabrica vários veículos de três rodas — o como riquixás e pequenos utilitários de três rodas que são comuns na Índia — com a opção de propulsão a GNC em vez de gasolina, diesel ou GLP, com números de produção tão altos quanto 60.000 a 70.000 por mês. O GNC está amplamente disponível na Índia e é relativamente barato, então transferir a mesma tecnologia para suas motocicletas faz muito sentido.

O GNC é principalmente metano, o que o torna significativamente menos poluente do que gasolina ou diesel, com grandes reduções em monóxido de carbono, hidrocarbonetos não queimados, óxidos de nitrogênio e partículas. Tudo bem, então, exceto que é um gás, o que torna seu armazenamento a bordo de uma motocicleta um desafio.

bajaj-esta-desenvolvendo-primeira-moto-a-gas-natural-comprimido

É aí que as patentes da Bajaj entram em cena. Elas ilustram como grandes cilindros de GNC podem ser incorporados a uma moto de aparência convencional, estendendo-se por quase todo o comprimento do chassi, de logo atrás da cabeça de direção até embaixo do assento do piloto. É um layout que requer um motor de baixo perfil para caber abaixo do cilindro de GNC, e os designs da Bajaj usam um motor monocilíndrico quase horizontal para abrir espaço para ele.

O design mais sofisticado, que se assemelha muito aos protótipos que foram vistos em testes, tem um chassi de tubo de aço estilo treliça e é o foco principal das patentes da Bajaj. Além de exigir que o quadro seja especialmente projetado para abrigar o cilindro de gás, a mudança para GNC adiciona demandas extras em outras áreas. Tem que haver um sistema de enchimento de gás, por exemplo, e as motos também têm um pequeno tanque de combustível auxiliar, para ser abastecido com gasolina, como reserva. Enquanto isso, a maior parte do cilindro também significa que componentes como a caixa de ar têm que ser reposicionados e redesenhados.

No design principal, a caixa de ar envolve o lado esquerdo do cilindro de gás, atrás da carroceria que parece um “tanque” relativamente convencional e painel lateral. No lado direito, o tanque auxiliar de gasolina faz o mesmo. O resultado é uma moto com uma seção frontal ligeiramente bulbosa porque componentes que normalmente são escondidos são forçados para fora. O bocal de enchimento de GNC e a tampa do tanque auxiliar de gasolina estão ambos no local normal, logo à frente do piloto, sentados lado a lado. O tanque de GNC também tem um manômetro e regulador.

bajaj-esta-desenvolvendo-primeira-moto-a-gas-natural-comprimido

O segundo design mostrado na patente da Bajaj parece ser uma moto mais simples e de menor custo. Como a primeira, ela tem o cilindro de GNC montado horizontalmente sob o assento do piloto e se estendendo para a frente, abaixo do espaço onde normalmente você teria o tanque de combustível. Neste design, o tanque de gasolina reserva está na verdade no painel do lado direito, sob o assento do piloto, e a caixa de ar está na mesma posição no lado esquerdo. A parte que parece um tanque convencional na frente do piloto é, na verdade, um espaço para bagagem ou — de acordo com a patente — pode ser uma cadeirinha infantil opcional.

Desempenho não será o alvo dessas máquinas. O tanque de GNC provavelmente adicionará peso e os motores, funcionando com GNC, não devem ser tão potentes quanto os equivalentes a gasolina. No entanto, eles serão mais baratos de operar, e na Índia, onde há um suprimento pronto de GNC em postos de gasolina, as motos provavelmente serão um transporte tentador de baixo custo.

bajaj-esta-desenvolvendo-primeira-moto-a-gas-natural-comprimido

Freedom 125

E agora, tudo isso começa a ganhar uma forma definitiva. A Bajaj acaba de registrar uma marca registrada para o nome em “veículos de duas rodas, especificamente veículos de duas rodas operando com gás natural comprimido”. Isso obviamente aponta para a próxima motocicleta CNG de 125 cc, que será chamada de Bajaj Freedom 125.

A Bajaj já vinha dando pistas sobre esta moto , e o último teaser foi sobre o painel, enquanto o teaser anterior foi sobre o interruptor no lado direito que alterna entre os modos gasolina e GNC.

Dito isso, a Bajaj Freedom 125 pode estar disponível em duas versões, ambas com garfos dianteiros telescópicos tradicionais, um monoshock na traseira, assento plano, uma posição de pilotagem relaxada, luzes de LED, painel de instrumentos digital e muito mais. A Freedom 125 também pode ter conectividade telefônica via Bluetooth, sobre a qual saberemos mais durante seu lançamento.

bajaj-esta-desenvolvendo-primeira-moto-a-gas-natural-comprimido

Em termos de motor, a Freedom usará um motor de 125 cc, mas a quantidade de potência que ele produzirá não foi revelada. Dado que os veículos a GNC produzem menos potência em comparação com seus equivalentes a gasolina, a Freedom 125 pode produzir menos potência em comparação com as motos similares da Bajaj.

O que faz soar um sino com o nome Freedom é a LML Freedom, uma motocicleta que foi vendida na Índia . Ela era movida por um motor de 110 cc que produzia 8,5 cv e 8,9 kgf.m de torque. A LML Freedom foi lançada pela primeira vez na Índia em 2002 e viu uma atualização muito necessária 10 anos depois, em 2013, antes de ser descontinuada na Índia.

E aí, o que achou desta noividade?

Fontes:

Financial Express e Cycle World.

Moto Adventure, a Revista dos Melhores Motociclistas.

Let’s go together!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui