Competição será realizada de 18 a 25 de agosto entre Goiânia (GO) e Fortaleza (CE)

POR REDAÇÃO

FOTOS: MARCELO MACHADO MELO / GUSTAVO EPIFANIO / FOTOP / VIPCOMM

Começou a contagem regressiva para o Rally dos Sertões 2018! E como sempre, Moto Adventure estará presente para acompanhar in loco tudo que vai rolar no campeonato. Faltam poucos dias para o início da 26ª edição da competição, que promete ser uma das mais desafiadoras de todos os tempos.

A disputa começa com a corrida classificatória que define a ordem de largada da primeira etapa, no sábado, 18 de agosto, em Goiânia. Depois, segue pelos estados de Goiás, Bahia, Piauí e Ceará até a chegar no dia 25, no Aterro da Praia de Iracema, em Fortaleza. Serão mais de 3.600 quilômetros percorridos em vários tipos de terreno.

Categorias variadas

O Rally dos Sertões conta com as categorias Carros, Motos, Quadriciclos e UTVs na modalidade Cross-Country, que é de velocidade. Além disso, a competição tem uma prova de Regularidade, na qual o que determina o vencedor é a precisão em manter a velocidade média. Há também as Expedições, passeios de motos e carros, que acompanham o roteiro do rali em trechos paralelos, com visitação de pontos turísticos.

“O grande desafio já começa na primeira etapa, quando teremos 686 quilômetros, entre trechos cronometrados e deslocamentos. Será um dia muito técnico, com solo abrasivo e navegação exigente. O navegador não ficará nem 500 metros sem ter que falar as referências e obstáculos para o piloto”, afirma Marcos Moraes, diretor-geral do Rally dos Sertões.

Tudo pronto!

Moraes conta que durante a conferência do primeiro dia ele e a equipe precisaram de 11 horas para fazer o trecho e checar a planilha, sem pausa nem para o almoço. Ele também dá uma dica para os pilotos e navegadores. “Os competidores devem ficar atentos com os freios e os pneus, que serão muito exigidos durante a primeira especial entre Goiânia e Formosa, no dia 19 de agosto”, complementa.

No segundo dia, o roteiro dará uma pequena trégua. “Será um dia relativamente light, já que a primeira etapa terá sido bem dura”, diz Moraes, que destaca também o último dia da prova, com chegada em Fortaleza. “Teremos uma especial com aproximadamente 200 quilômetros e 180 deles bastante desafiadores. Ou seja, os competidores não poderão relaxar só porque é a última etapa”, finaliza Moraes.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here