Piloto da Equipe ALE de Rally, ele atuou na categoria Self e ainda ficou em 5º na Super Prodution, principal categoria da competição

POR REDAÇÃO

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Em sua 14ª participação, o atleta paulista Tiago Fantozzi completou mais uma edição do Rally dos Sertões, superando grandes desafios e conquistando o objetivo de completar a prova off road mais difícil do Brasil. Marcando seu retorno às competições, Tiago enfrentou obstáculos ainda mais desafiadores: completou os quase 5.000 km de prova sem equipe de apoio, toda a manutenção durante a competição só podia ser realizada pelo próprio piloto.

“O desafio foi intenso para mim, pois além de não ser um expert em manutenção, a maior dificuldade foi usar o pouco tempo que tínhamos disponível para fazer outras necessidades durante o rally, como me alimentar, fazer uma preparação e reconhecimento no mapa do dia seguinte, assim como descansar e dormir, dividido com o tempo exigido para fazer a manutenção preventiva e necessária na moto. Foram oito dias que dormi em média 3 horas por noite, algumas noites dormi menos de 2 horas”, declara o piloto, que ainda superou o desgaste físico durante a competição.

“Minha missão este ano foi de terminar a prova, chegar a Fortaleza enfrentando todas as dificuldades e desafios e estou muito feliz de ter conquistado mais esse grande objetivo. Meu foco nesta edição não era disputar o primeiro lugar, mas ainda assim aproveitei o bom estado da moto para performar em alguns dias, o que trouxe um brilho ainda mais especial nessa participação.” Comemora o atleta, que chegou a vencer uma etapa na Geral e outras duas entre os 5 melhores colocados no dia.

Superando obstáculos

Tiago teve um problema elétrico na moto no 3º dia de competição, o que o impossibilitou de terminar a etapa do dia. Com isso, ele sofreu penalização de algumas horas, fator determinante que o tirou da disputa. “Não fui para nenhuma disputa, mas claro, tenho sangue competitivo que corre nas veias. Fiquei muito frustrado com o incidente, mas focado no objetivo principal, que era chegar a Fortaleza”, declarou.

Após isso veio uma sequência de resultados entre os 5 melhores da competição, até que venceu a 6ª etapa na Geral do dia. “Fiquei muito feliz com o resultado, pois mostra que continuo competitivo mesmo depois de alguns anos ausente da competição e sem ter vindo com estrutura para isso”, esclareceu.

“No final, a maior vitória foi concluir a competição, chegar a Fortaleza sozinho, sendo responsável por toda parte de manutenção da moto, e ainda conquistando o 3º lugar na categoria Self e 5º na categoria Super Prodution. Que venha 2019, agora no desafio de brigar por mais um título na Geral”, concluiu o piloto.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS:

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here