Bike Fest Tiradentes 25ª edição: Jubileu de prata

Bike Fest Tiradentes
Bike Fest Tiradentes

Famílias de apaixonados por motocicletas, música de qualidade e lançamentos de produtos fizeram o sucesso do Bike Fest Tiradentes, que comemorou sua 25ª edição e movimentou o segmento

Texto: Guilherme Derrico
Fotos: Marcos Barros

Bike Fest Tiradentes

Um dos maiores encontros de motos do Brasil, o Bike Fest Tiradentes fechou sua 25ª edição com bons resultados para a cidade mineira e o setor de duas rodas. Com programação variada, que incluiu desfile de modelos imponentes, lançamentos e até algumas raridades, o evento recebeu cerca de 30 mil pessoas, que movimentaram cerca de R$ 14 milhões em negócios. Destaque para a presença das famílias, que chegavam em grande número.

O cenário

Fundada em 1718, Tiradentes está situada no centro de Minas Gerais, na região da Estrada Real e da Trilha dos Inconfidentes, e tornou-se, com o passar do tempo, um dos centros históricos da arte barroca mais bem preservado do Brasil. A Igreja Matriz de Santo Antônio, construída em 1710, possui em seu interior um órgão datado de 1788. Outra atração histórica de Tiradentes é a Casa de Cultura, que guarda documentos referentes ao Brasil Colonial.

Bike Fest Tiradentes
Bike Fest Tiradentes

Encontro multimarcas

O encontro levou a Tiradentes as melhores marcas do universo do motociclismo, como Honda, Ducati, BMW, Triumph, entre outras, somando 52 estandes divididos entre motocicletas e acessórios. De acordo com o levantamento do Grupo Berg e da Production Eventos, empresas responsáveis pelo Bike Fest, o giro financeiro foi superior ao esperado. “A edição histórica de 25 anos foi um sucesso e superou nossas expectativas. Registramos vendas expressivas de motos, acessórios e no comércio da cidade. Ao todo, os expositores venderam cerca de 85 motocicletas, além da área de serviços e produtos, que ofereceram troca de pneus, venda de peças e acessórios de motos, vestuário, souvenirs e equipamentos”, revela Jordano Berg, um dos organizadores do evento.

Moradores curtiram

O Bike Fest Tiradentes foi bem recebido também pelos moradores, comércio e a rede hoteleira, que geraram mais de 380 empregos diretos e 1.200 indiretos. “A rede de hotéis e os estabelecimentos de Tiradentes receberam um volume expressivo de visitantes durante os cinco dias, comprovando que é um dos eventos que traz mais retorno para a cidade”, revela Milton Furtado, da Production Eventos.

Segundo o jornalista Marcos Barros, foi o melhor Bike Fest de todos os tempos. “O evento foi muito legal. A organização, ótimas bandas, comidas típicas, tudo de bom. O que chamou minha atenção foi a grande presença das famílias, que vieram com crianças, fato que trouxe um charme e sensação de aconchego ao encontro”, conta Barros.

Bike Fest Tiradentes
Bike Fest Tiradentes

Paixão por duas rodas

Para acelerar ainda mais o coração dos motociclistas e simpatizantes, as marcas selecionaram suas estrelas para expor aos visitantes. Entre os maiores sucessos da feira de negócios montada no Santíssimo Resort, alguns modelos se destacaram e chamaram a atenção do público, que não poupou flashes e poses.

A Honda, uma das patrocinadoras do evento, colocou sob os holofotes e com exclusividade a versão 2018 da NC750X, além de contar com uma ampla área de test ride para modelos como o scooter SH150i e a Africa Twin, moto oficial do Bike Fest. Já a Triumph levou ao seu estande os modelos recém-lançados no mercado nacional: Bonneville Bobber e Bonneville Street Scrambler.

Para se deslocar até Tiradentes, Marcos Barros utilizou uma Ducati Multistrada 1200 S. A moto atinge 152 hp, com um torque de 7.500 rpm e câmbio com 6 velocidades. O tanque comporta 20 litros de combustível. Destaque para as diversas regulagens, como os modos de pilotagem, de potência, pacote de segurança Ducati, Bluetooth, entre outros itens. “O torque da moto é o que mais impressiona. Ela realmente é uma máquina de respeito”, diz Barros.

Blues e Jazz

Simultaneamente ao Bike Fest, a cidade recebeu, também, o 6º Festival de Blues e Jazz de Tiradentes, que embalou as noites dos visitantes. Com música de qualidade e público animado (total estimado em 15 mil pessoas nos três dias), os shows lotaram a Vila Gastronômica. Ao todo, passaram pelo palco 12 bandas, com o melhor do blues & jazz brasileiro e internacional. Realizado desde 2012, o evento se tornou um sucesso com a mistura dos dois ritmos e atrai cada vez mais público.

VEJA TAMBÉM: Viagem de moto pelo EUA: No ritmo do Blues.

Veja Também

DEIXE UMA RESPOSTA